Sidebar

BT Login

Entrar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *
Captcha *
ZGUxb3NnazhvanMzM3JoMTg4ZHBpamw4YTYxNTQyNDY4ODcy UMA REFLEXÃO NECESSÁRIA: A tecnologia da miséria ou a miséria da tecnologia? - Revista Manutenção
Reload Captcha

BM Slide Login

0 Eventos

UMA REFLEXÃO NECESSÁRIA: A tecnologia da miséria ou a miséria da tecnologia?

Tecnologia disponibilizada por jannoon028 via Freepik sob licença grátis com atribuição

Ferramentas
Fonte
  • Menor Pequena Média Grande Maior
  • Padrão Helvetica Segoe Georgia Times
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro

Há pouco mais de cento e cinquenta anos não existiam computadores, smart phones, redes (internet/social/profissional), tampouco mensageiros instantâneos, publicar um livro por exemplo, era um privilégio para poucos, mas apesar de todas essas dificuldades, naquela época o embate de ideias antagônicas acontecia com classe, ou seja, de maneira inteligente, racional e respeitosa, através de correspondências, livros, conferências, congressos, simpósios ou assembleias, como aconteceu por exemplo no episódio épico em que um filósofo e economista escreveu o livro A Filosofia da Miséria e obteve de outro filósofo e economista a resposta no mesmo formato (livro), cujo título A Miséria da Filosofia foi uma irônia dirigida ao autor da primeira obra.

Atualmente com toda a tecnologia embarcada e conectada disponível na palma da mão, os embates de ideias foram reduzidos a memes, vídeos, publicações de duzentos e oitenta caracteres, curtidas e compartilhamentos, mas pior do que isso foi que com o advento da web, surgiram especialistas em tudo, afinal o engodo do pseudo conhecimento está disponível logo ali na Wikipedia e ninguém mais se importa com o fato de que ela foi dominada por milicias de editores, afinal importante mesmo é fabricar consenso e vencer o debate, nem que para isso seja necessário criar uma conta falsa na plataforma para inserir ou editar uma, duas ou diversas páginas na "enciclopédia", com o objetivo de fundamentar e autenticar opiniões enviesadas, como se elas fossem informações e forjar a história através da difusão do famigerado revisionismo histórico, difundido por pessoas mal intencionadas que desdenham do debate acadêmico, relativizam a sua importância e cujos interesses são escusos.

Contudo, o que me assusta não é a atrofia cognitiva coletiva que levou a redução dos debates a míseras frases de efeitos e bordões, que são repetidos até a exaustão e reproduzem num espetáculo patético o senso comum. O que me assusta de verdade é constatar que o respeito deixou de ser compulsório, tornou-se facultativo e na maioria dos casos foi substituído por discursos de ódio, intolerância e violência, ou seja, apesar de todos os avanços tecnológicos do último século, estamos nos tornando miseráveis, o que é triste e lamentável, porque deixamos de discutir teorias e ideias que poderiam nos ajudar a edificar um mundo melhor e nos conformamos com discursos rasos de cunho reacionário, cujo objetivo é autenticar o ódio, a intolerância, a violência, a própria miséria a que estamos submetidos e conservar o status quo.

Portanto, meus/minhas preclaros(as) a tecnologia que outrora era o espectro que nos assombrava com desemprego e consequentemente com miséria, nos surpreendeu com outro tipo de miséria mais grave e destrutiva, que é a miséria cognitiva, intelectual e cultural, deste modo, a miséria da tecnologia chegou para nós antes mesmo da tecnologia da miséria.

Texto: Primeira edição publicada na Revista Manutenção sob licença Creative Commons  Licença Creative Commons
Imagens: As imagens possuem licenças específicas, consulte as respectivas legendas
Tecnologia disponibilizada por jannoon028 via Freepik sob licença gratuita com atribuição
DETALHES SOBRE O AUTOR
fauzi-mendonca UMA REFLEXÃO NECESSÁRIA: A tecnologia da miséria ou a miséria da tecnologia? - Revista Manutenção
Fauzi Mendonça
Nome: Fauzi Mendonça
Website: http://www.revistamanutencao.com.br
E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Analista de PCM


   Redes sociais: 
linkedin UMA REFLEXÃO NECESSÁRIA: A tecnologia da miséria ou a miséria da tecnologia? - Revista Manutenção
 
facebook UMA REFLEXÃO NECESSÁRIA: A tecnologia da miséria ou a miséria da tecnologia? - Revista Manutenção
 
twitter UMA REFLEXÃO NECESSÁRIA: A tecnologia da miséria ou a miséria da tecnologia? - Revista Manutenção
 
google UMA REFLEXÃO NECESSÁRIA: A tecnologia da miséria ou a miséria da tecnologia? - Revista Manutenção
 
youtube UMA REFLEXÃO NECESSÁRIA: A tecnologia da miséria ou a miséria da tecnologia? - Revista Manutenção
 
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.




APRESENTAÇÃO:

Fundador, Diretor Editorial e Colunista da Revista Manutenção, escreve regularmente sobre diversos assuntos relacionados ao cotidiano da área de manutenção.

Desenvolvedor Web nas horas vagas, é o responsável pelo design, layout, diagramação, pela elaboração da identidade visual e da logomarca da Revista Manutenção.

FORMAÇÃO ACADÊMICA E EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL:

Profissional graduado em Engenharia Eletrônica com ênfase em Automação e Controle, pela FAT (Faculdade Anhanguera de Tecnologia) de São Bernardo, atua há mais de dez anos com Planejamento e Controle de Manutenção (PCM), em empresas de médio e grande porte, nacionais e multinacionais, onde edificou carreira profissional como Programador, Planejador e Analista de Manutenção.


COMENTE, DEBATA, DISCUTA OU DEIXE A SUA OPINIÃO RESPEITOSAMENTE
Os comentários não representam a linha editorial, tampouco a opinião dos articulistas e editores da Revista Manutenção, e estão sujeitos a moderação, pois são de responsabilidade exclusiva de seus autores.

Caso encontre algo ofensivo que viole a legislação vigente no Brasil ou os termos de uso, DENUNCIE.

Avalie esta publicação: 1 1 1 1 1 Nota 0% (0 Votos)

Redes sociais

Anúncios

Ainda não é registrado? Registre-se agora!

ÁREA DO ASSINANTE