Sidebar

BT Login

Entrar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *
Captcha *
OXI5Z3RuOXBidDJnbDUwNjRkOW9mZDU2NzYxNTUwOTQyODMy A sua manutenção é LEAN? - Revista Manutenção
Reload Captcha

BM Slide Login

A sua manutenção é LEAN?

Manutenção LEAN - Disponibilizada pelo Mauro Júnior sob licença Creative Commons BY-SA

Ferramentas
Fonte
  • Menor Pequena Média Grande Maior
  • Padrão Helvetica Segoe Georgia Times
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro

Sei que pode ser uma pergunta muito difícil, mas que precisa ser respondida. Para ajudar, falaremos sobre:

  • Manutenção LEAN – Conceito;
  • Principais Conceitos;
  • Papel da Liderança;
  • Avaliação de Manutenção LEAN.

Manutenção Lean ou Manutenção Enxuta

 A manutenção enxuta ou LEAN é uma operação de manutenção totalmente proativa que foca no emprego do planejamento das ações de manutenção por meio das práticas do TPM. Essa estratégia é embasa por decisões de manutenção centrada na confiabilidade (RCM) e por intermédio das equipes autônomas. Essas equipes vão usar ferramentas como Kaizen, 5S entre outras para auxiliar numa manutenção produtiva e com foco total em bons resultados.

Principais elementos da manutenção enxuta ou LEAN

Temos que aplicar alguns conceitos/processos para conseguir adentrar no hall de manutenção enxuta ou LEAN. Cada pilar deve ser trabalhado com afinco, pois contribuirá para o conjunto do projeto. Veremos cada um deles e sua principal importância:

Manutenção Produtiva Total. TPM é a base da manutenção LEAN. Guardem isso! É uma iniciativa para maximizar a confiabilidade e a eficácia dos equipamentos da linha. O TPM é uma estratégia de equipe e envolve todos os níveis e funções na organização, desde os principais executivos até o chão de fábrica. As ações da TPM incluem: (1) eliminação de todos os acidentes (2) defeitos e (3) avarias.

Manutenção autônoma: é um ingrediente muito importante, pois será feito pelo operador de linha ou do equipamento e consiste em executar pequenas atividades como, por exemplo: limpeza de equipamento, verificação do funcionamento dos itens e dos acessórios de segurança, pintura, lubrificação, etc. Essa atividade deve ser bem organizada e com anuência do gerente de manutenção e o gerente de manutenção.

Equipe Proativa. O foco neste caso não é “consertar somente”, mas sim atuar na prevenção e eliminação das quebras.  Na operação de manutenção proativa, a prevenção de falhas por meio das ações de manutenção preventiva e preditiva é o foco principal.

Técnico de manutenção multidisciplinar: é a nova “cereja do bolo” nas equipes, pois agrega ao processo a característica de autonomia e conhecimento em várias áreas como: mecânica, elétrica, automação. Possui também característica de liderança e grande senso de responsabilidade. Será fundamental para o sucesso de implementação de uma manutenção LEAN

 Planejamento. Atuar com ações de priorização do trabalho através de ordens de serviço previamente elaboradas e agendadas considerando assim o material a ser aplicado bem como o técnico que irá executar o processo.

Manutenção Centrada na Confiabilidade. RCM tem como foco a otimização da eficácia da manutenção e junto com o TPM é parte importante para obtenção de processo correto de manutenção LEAN.

Ferramenta 5S: a organização do ambiente de trabalho é de suma importância para melhora do espaço, eliminação de desperdícios, otimização de tempo e segurança. É uma prática que deve ser incentivada e disseminada.

Ferramenta Kaizen: Aplicar a filosofia de melhoria contínua ajudará a trazer novas idéias para os processos e visões que podem agregar valor. O estímulo do uso da ferramenta deve ser feito pela gestão e em parceria com a operação e demais setores como Qualidade, Segurança e Manutenção.

Análise de causa raiz:  Falhas raramente são planejadas e geralmente surpreendem tanto a manutenção quanto o pessoal de produção, e quase sempre resultam em perda de produção. Encontrar a causa raiz de uma falha fornece à organização com um problema, a solução para o mistério do porque o equipamento falhou. Existem muitos métodos disponíveis para efetuar uma análise como: Ishikawa, 5 Porques, etc. Uma vez identificada a causa raiz, uma correção pode ser desenvolvida e implementad.

Gestão de Indicadores: Ter controle dos indicadores é outra etapa importante. O que não é medido não pode ser avaliado. Como saber se uma ação está dando resultado se não temos controle? Por isso, implementar, abastecer e divulgar os KPI’s é parte fundamental. Os dados vão servir para a gestão tomar as futuras decisões e também para mostrar os avanços a toda planta do sistema de manutenção LEAN. Não existe receita de bolo para quais indicadores usar. Cada empresa pode definir. Temos os indicadores básicos como. OEE, MTTF, MTBF, 5S, Absenteísmo, Custo, HHT, etc.

Estoque Enxuto: É preciso investir em um “estoque inteligente”. Não adianta ter uma centena de item imobilizado, gerando perdas, se nenhum tem uso crítico e constante. Pessoal, estoque cheio e sem uso é perda séria! Num processo de manutenção LEAN, os estoques são drasticamente reduzidos e focamos em ter itens de giro e grande criticidade. Aqui cabe um trabalho forte com o setor de Compras para poder capacitar fornecedores para entregas rápidas em caso de peças que não possuímos em estoque com preço, prazo e qualidade.

Gerenciamento de ativos Precisamos ter um controle rígido dos ativos e analisar todos os dados para implementar políticas que agreguem valor, garantam o uso pleno e dentro do especificado bem como norteie a gestão quanto a investimentos futuros em troca ou processos mais detalhados e onerosos de manutenção.

O papel da liderança na mudança para a manutenção LEAN

A manutenção enxuta ou LEAN é uma mudança fundamental nas atitudes e papéis da liderança e/ou gestores. No ambiente enxuto, o empregado no chão de fábrica, é reconhecido como o ativo mais valioso da empresa. Os papéis da gerência e da supervisão passam de dirigir e de controlar, a um papel de suportar (o famoso líder servidor).

A organização que tem a sua manutenção enxuta ou LEAN é uma organização com uma gerência e supervisão totalmente ativa e envolvida nas atividades estabelecendo assim um fluxo de trabalho com as equipes proativas e buscando em conjunto aplicar os principais elementos para criação e consolidação do processo.

Os elementos de fundação, em particular TPM, devem estar em vigor antes de uma organização poder efetivamente construir a pirâmide de gerenciamento de manutenção com elementos como manutenção autônoma e antes que ele possa sustentar melhoria contínua.

Como a base da manutenção enxuta ou LEAN, o TPM deve ser operacional e eficaz! O líder e/ou gestor deve centrar esforços em implementar e consolidar este que é, sem dúvida alguma, o mais importante. Ele será base para os demais conceitos e fomentará os resultados.

Avaliando resultados

Após aplicarmos todos os pilares, com certeza, veremos:

  • Um processo ser desenhado com papéis definidos tanto para o setor de Manutenção quanto para os demais setores;
  • Criação de equipes proativas e bem treinadas para implementação das rotinas definidas nos novos processos;
  • Mobilização e envolvimento dos grupos para eliminação e análise de gargalos via ferramentas de análise e correção;
  • Melhora nos indicadores de Manutenção;
  • Melhora nos indicadores de Compras, Qualidade, Segurança e Operação;
  • Maior conservação dos ativos;
  • KPI’s implementados e servindo de norte para decisões futuras;
  • Satisfação da Equipe, Gestores e clientes.

Os ganhos são reais e investir em ter um setor de Manutenção LEAN será uma estratégia de sucesso, pois agregará valor e garantirá resultados.

Pensar LEAN é também pensar em Manutenção!

Texto: Primeira edição publicada na Revista Manutenção sob licença Creative Commons  Licença Creative Commons
Imagens: As imagens possuem licenças específicas, consulte as respectivas legendas
Manutenção LEAN - Disponibilizada pelo Mauro Júnior sob licença Creative Commons BY-SA 
DETALHES SOBRE O AUTOR
mauro-junior A sua manutenção é LEAN? - Revista Manutenção
Mauro Júnior
Nome: Mauro Júnior
Website: www.revistamanutencao.com.br
E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Supervisor de Manutenção


   Redes sociais: 
linkedin A sua manutenção é LEAN? - Revista Manutenção
 
facebook A sua manutenção é LEAN? - Revista Manutenção
 
twitter A sua manutenção é LEAN? - Revista Manutenção
 
google A sua manutenção é LEAN? - Revista Manutenção
 
youtube A sua manutenção é LEAN? - Revista Manutenção
 
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.




APRESENTAÇÃO:

Profissional da área de Manutenção e Colunista da Revista Manutenção escreve esporadicamente sobre diversos assuntos relacionados ao cotidiano da área de manutenção, compras e contratos! Auditor e consultor com foco em validação e criação de processos e procedimentos.

FORMAÇÃO ACADÊMICA E EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL:

Profissional graduado em Sistemas de Informação, MBA Executivo em Gestão Empresaria , PMC- Planejamento e Controle de Manutenção e curso de Liderança de Equipes pela FGV, atua há mais de dez nos em com Gestão de Manutenção, Compras e Contratos em empresas de médio e grande porte, nacionais e multinacionais.


COMENTE, DEBATA, DISCUTA OU DEIXE A SUA OPINIÃO RESPEITOSAMENTE
Os comentários não representam a linha editorial, tampouco a opinião dos articulistas e editores da Revista Manutenção, e estão sujeitos a moderação, pois são de responsabilidade exclusiva de seus autores.

Caso encontre algo ofensivo que viole a legislação vigente no Brasil ou os termos de uso, DENUNCIE.

Avalie esta publicação: 1 1 1 1 1 Nota 100% (3 Votos)

Redes sociais

Anúncios

Ainda não é registrado? Registre-se agora!

ÁREA DO ASSINANTE