Sidebar

BT Login

Entrar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *
Captcha *
bmtpYjhwc2Fkc2poOWw2MjFicTI4bHB2NzUxNTc0MTQ5MTgw Dez dicas para troca de injetores marítimos e melhores práticas em sistemas de combustível - Revista Manutenção
Reload Captcha

BM Slide Login

Dez dicas para troca de injetores marítimos e melhores práticas em sistemas de combustível

Fotos e desenhos disponibilizadas por BRUNO SILVA sob licença grátis com atribuição

Ferramentas
Fonte
  • Menor Pequena Média Grande Maior
  • Padrão Helvetica Segoe Georgia Times



TAGOUT - BLOQUEIO E ETIQUETAGEM
MAXINST - EAM
IPOG - MBA em Gestão da Manutenção
GMG Service
ENGETAG
Parceiro
TAGOUT - BLOQUEIO E ETIQUETAGEM
MAXINST - EAM
IPOG - MBA em Gestão da Manutenção
GMG Service
ENGETAG
Parceiro

(BRUNO SILVA) As manutenções planejadas, também nas embarcações, são programadas pela gestão de manutenção e setor de PCM do armador. O maior objetivo de toda a agenda da manutenção em qualquer empresa é garantir e elevar a confiabilidade e a disponibilidade dos equipamentos, com redução de desperdícios, preservação dos equipamentos e apoio tático e estratégico para as atividades de manutenção.

Essa semana eu realizei uma ordem de manutenção preventiva a bordo (que poderia ser corretiva), referente a troca dos bicos injetores do MCA (Motor de Combustão Auxiliar) da embarcação. O MCA faz parte do grupo gerador e do sistema de geração de energia da embarcação, sendo assim, é um equipamento crítico!

Então separei 10 dicas desta faina para compartilhar, engajando no assunto boas práticas para preservação do sistema de combustível de embarcações.

E o que é uma válvula injetora?

A válvula injetora é conhecida popularmente como injetor, ou bico injetor, e trata-se de um componente de grande precisão, responsável por pulverizar o combustível na câmara de combustão do motor. Quanto melhor for a pulverização, maior será o rendimento do motor.

Dito isso, vamos ao que interessa!

Confira 10 dicas para a troca dos bicos injetores em motores marítimos:

image1

Dica 01: AST (Análise de Segurança da Tarefa)

A segurança é em primeiro lugar. Nos motores temos sistemas pressurizados, superfícies quentes, perigos de choque elétrico, entre outros riscos, então precisamos identificar esses e os demais riscos envolvidos na faina através da análise de segurança da tarefa.

Dica 02: FISPQ (Ficha de Informações de Produtos Químicos)

Em manutenções em cima do sistema de combustível, pode haver contato acidental com o produto Óleo Diesel Marítimo (MGO), então é importante conhecer os riscos, as dicas de armazenamento e manuseio e as ações em casos de primeiros socorros, ou combate à incêndio, e na FISPQ você encontra tudo isso!

Dica 03: Utilize as ferramentas corretas, e de forma correta!

Para evitar avaria em componentes, parafusos e na própria válvula injetora, é necessário utilizar ferramentas corretas, na medida certa, utilizando o torque adequado, e principalmente, na hora de sacar os injetores, utilizar o extrator específico de bico injetor. Nunca utilize ferramentas improvisadas, ou fabricadas sem procedência e qualidade.

Dica 04: Inspecione tudo!

A limpeza dos bicos e alguns testes são feitos em bancada de oficina especializada, tais como testes de volume de combustível, estanqueidade, equalização, verificação da qualidade e direção do jato, e esses testes são feitos com produtos específicos e máquinas exclusivas. Independente deste processo, é importante realizar inspeção visual nos alojamentos dos injetores, tubos de alta pressão, parafusos, braçadeiras, entre outros componentes, para corrigir qualquer anormalidade e prevenir problemas futuros.

desgaste de buchas

Dica 05: Teste de funcionamento.

É o mais importante, não adianta trocar os bicos injetores de um equipamento crítico, como são os motores marítimos, realizar um teste de 5 minutos e dar o pronto. Os testes precisam durar ao menos uma hora, com motor funcionando, e verificando excessos de vibrações, escape de gases, vazamentos e demais inspeções visuais, para enfim, liberar o motor para operação.

Dica 06: Troque os filtros saturados ou alarmados (alarmes de diferencial de pressão)

A função dos filtros de combustível é proteger tanto o sistema de injeção, quanto os componentes do motor contra partículas de sujeira como pó, ferrugem, água e resíduos existentes no tanque de armazenamento de combustível, visando melhorar o rendimento nos sistemas nos quais estão atuando, então identifique todos os filtros alarmados ou saturados e efetue a troca dos mesmos.

Dica 07: Verifique os filtros separadores de água (Racor, Separ…)

Os filtros separadores de água são responsáveis por tratar o óleo diesel, eliminar a água indesejada e eliminar a contaminação microbiológica, então drene sempre a água dos filtros separadores, e substitua os elementos filtrantes de acordo com o plano de manutenção ou instruções do fabricante.

desenho injetora 2

Dica 08: Cuide de seu purificador (separadora centrífuga)

O purificador de óleo por ação centrífuga é o equipamento mais eficiente utilizado no aperfeiçoamento da qualidade do óleo combustível utilizado nos motores das embarcações. Sua função é separar os líquidos indesejados que possam estar misturados no óleo, principalmente a água, e também fazer a clarificação do óleo simultaneamente a esse processo, removendo todas as partículas sólidas, tais como sujidades que podem comprometer as características esperadas do produto.

Manter a manutenção do seu purificador em dia é algo mandatório, não há negociação! Os discos precisam sempre estar limpos e o equipamento operacional, de acordo com as instruções do fabricante e do departamento de manutenção.

Dica 09: Inspecione o seu combustível!

Uma maneira rápida para inspecionar a presença de água em seu combustível, tanto no tanque de armazenamento, quanto no caminhão ou barcaça de óleo em ocasião de abastecimento, é utilizando a pasta d’água, que possibilita uma leitura imediata da presença de água no combustível.

Dica 10: Evite deixar seu combustível envelhecer

Existe alguns testes realizados pela ANP (Agência Nacional de Petróleo), chamado “teste de indução”, onde o diesel é submetido a testes em laboratório, devendo resistir a indução de oxigênio. Estes testes determinam a validade dos combustíveis, ou seja, para não deixar o seu combustível oxidar ou condensar dentro do tanque, sempre transfira o combustível mais antigo para o tanque de serviço, a fim de ser consumido no motor.

Então, vimos que a faina da troca dos injetores não termina quando o motor está liberado para uso, é necessário preservar o equipamento para não comprometer este trabalho executado, evitando vários problemas, tais como o desgaste da bomba de combustível, danos aos bicos injetores, saturação prematura dos filtros, alto consumo de combustível, oxidação das partes metálicas do sistema, problemas com a lubricidade do diesel, perdas de potência do motor, problemas na pressão do sistema, problemas de arranque e maior frequência de manutenção.

motor injetora

Pense grande e toda máquina a vante!

 

Texto: Primeira edição publicada na Revista Manutenção sob licença Creative Commons  Licença Creative Commons
Imagens: As imagens possuem licenças específicas, consulte as respectivas legendas
Fotos e desenhos disponibilizadas por BRUNO SILVA sob licença grátis com atribuição  
COMENTE, DEBATA, DISCUTA OU DEIXE A SUA OPINIÃO RESPEITOSAMENTE
Os comentários não representam a linha editorial, tampouco a opinião dos articulistas e editores da Revista Manutenção, e estão sujeitos a moderação, pois são de responsabilidade exclusiva de seus autores.

Caso encontre algo ofensivo que viole a legislação vigente no Brasil ou os termos de uso, DENUNCIE.

DETALHES SOBRE O AUTOR
bruno-silva Dez dicas para troca de injetores marítimos e melhores práticas em sistemas de combustível - Revista Manutenção
Bruno Silva
Nome: Bruno Silva
Website: http://www.revistamanutencao.com.br/
E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Chefe de Máquinas


   Redes sociais: 
linkedin Dez dicas para troca de injetores marítimos e melhores práticas em sistemas de combustível - Revista Manutenção
 
facebook Dez dicas para troca de injetores marítimos e melhores práticas em sistemas de combustível - Revista Manutenção
 
twitter Dez dicas para troca de injetores marítimos e melhores práticas em sistemas de combustível - Revista Manutenção
 
google Dez dicas para troca de injetores marítimos e melhores práticas em sistemas de combustível - Revista Manutenção
 
youtube Dez dicas para troca de injetores marítimos e melhores práticas em sistemas de combustível - Revista Manutenção
 
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.




APRESENTAÇÃO:

Bruno Silva é carioca, nascido em 10 de abril de 1984. Chefe de Máquinas em embarcações mercantes e especialista em soluções digitais e sistemas informatizados de manutenção.

FORMAÇÃO ACADÊMICA E EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL:

Bruno Silva atua nas áreas de Engenharia e Tecnologia há 20 anos, é Chefe de Máquinas em embarcações de apoio à plataformas (Offshore) e apoio portuário, e atualmente é “Chief Engineer” no grupo Wilson, Sons, empresa do segmento marítimo com mais de 180 anos. Bruno é formado em máquinas pela Marinha Mercante, além de ter formações técnicas em Mecânica e Eletrônica. Conselheiro no Instituto Federal Catarinense e Colunista na Revista Manutenção, Bruno Silva ainda conta com certificações oficiais Scrum, Microsoft, ITIL, Bing Ads, Google Ads e Google Analytics. Bruno foi premiado duas vezes no "Mar de Ideias", promovido pelo grupo Wilson, Sons, sendo contemplado pelas ideias inovadoras de baixo custo de implementação e alta eficiência e ganhos.


Avalie esta publicação: 1 1 1 1 1 Nota 0% (0 Votos)
Compartilhar

Redes Sociais

 

 
 

Anúncios

Livros recomendados

Ainda não é registrado? Registre-se agora!

ÁREA DO ASSINANTE