Sidebar

BT Login

Entrar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *
Captcha *
dmo2N28xa2g0OGpvZHE5NzhjYzZsb2tnazMxNTQ0NTg1Njky Qual o índice de qualidade de vida dos seus funcionários? - Revista Manutenção
Reload Captcha

BM Slide Login

0 Eventos

Qual o índice de qualidade de vida dos seus funcionários?

Família disponibilizada por Freepik sob licença grátis com atribuição

Ferramentas
Fonte
  • Menor Pequena Média Grande Maior
  • Padrão Helvetica Segoe Georgia Times
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro

(TAGOUT) Você sabe qual a importância de construir uma cultura de bem-estar e qualidade de vida na sua empresa?  Se você é um gestor atento a tudo o que acontece no mercado, sabe que, cada vez mais, as empresas se preocupam com o bem-estar dos colaboradores.

Esta preocupação cresce a cada ano, já que muitas pesquisam relacionam a melhora de produtividade e desempenho com a qualidade de vida dos funcionários. Tamanha é a importância que a Sodexo, referência em serviços de qualidade de vida para empresas públicas e privadas, divulgou uma pesquisa realizada em 33 países e 428 empresas multinacionais sobre o bem-estar dos trabalhadores. Veja algumas das informações levantadas:

 

60% das empresas consideram o aumento da qualidade de vida como um dos seus maiores objetivos;

83% desejam construir uma cultura de bem-estar e qualidade de vida;

69% das empresas multinacionais possuem estratégias globais voltadas para a saúde e bem-estar.

Esta pesquisa deu origem ao Índice de Qualidade de Vida no Trabalho, que também foi realizada no Brasil.

Índice de qualidade de vida dos nossos trabalhadores

Em pesquisa realizada no Brasil, a Sodexo indicou que:

54% dos colaboradores estão satisfeitos com o seu emprego atual. No entanto, executivos de altos cargos (diretores, empresários e gestores) são os profissionais que apresentaram as maiores médias.

37% possuem uma opinião neutra sobre o seu emprego atual, sendo que a proporção de neutros é maior entre pessoas que trabalham nas áreas financeira e administrativa.

9% dos entrevistados estão insatisfeitos com o seu emprego atual. A maior proporção de insatisfeitos está entre profissionais que trabalham com atendimento ao cliente, área comercial e serviços de apoio administrativo e, também, entre pessoas que completaram até o ensino médio.

O resultado geral do brasileiro em qualidade de vida é de 6,5 pontos, em uma escala de 0 a 10. No Brasil, a pesquisa levou em conta informações de 9 mil trabalhadores de todas as regiões do país em 2017.

Mas afinal, o que isto significa para o setor industrial?

Basicamente que a sua empresa precisa ter programas e ações bem estruturados para promover o bem-estar dos colaboradores, com benefícios diretos para a melhoria do desempenho e produtividade do seu negócio.

Entre os pontos importantes para os nossos colaboradores estão: a saúde, o bem-estar e a segurança do trabalho. No entanto, o ideal é que os programas de bem-estar e saúde das empresas incluam ações para melhorar os aspectos físicos, ambientais e psicológicos do ambiente de trabalho.

Saúde física do colaborador

Investir na saúde do trabalhador por meio de campanhas que visem conscientizar as equipes sobre temas importantes como: alertas sobre os riscos da obesidade, do alto colesterol e a da diabetes, os fatores que podem causar estresse no dia a dia, os perigos do cigarro, além incentivar o aumento do número de funcionários que praticam exercícios físicos. Muitas empresas costumam destacar estes temas durante a Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho (Sipat), mas também durante a rotina, com a oferta da ginástica laboral e outros benefícios.

Segurança no trabalho

Nenhum colaborador gosta de trabalhar sobre risco iminente de acidentes. É claro que em algumas atividades existem os riscos controlados, mas isso não é a mesma coisa que existirem situações de trabalho arriscadas por falta de cuidado da empresa ou do trabalhador. Ações promovidas como o DDS (Diálogo Diário de Segurança), além de outras promovidas pela Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA), são fundamentais.

Reconhecimento do funcionário

Premiações que valorizam as ações dos trabalhadores são muito bem vistas pelas equipes. O reconhecimento da companhia e a chance de crescimento pessoal por meritocracia são ações que facilmente são percebidas por todos. Isso também inclui o respeito recebido na empresa e a boa relação com o chefe. A possibilidade de chegar a cargos mais altos, os benefícios recebidos além do salário e a disponibilidade de oportunidades e treinamento para avançar na carreira são alguns dos pontos que ainda precisam ser valorizados na maioria das empresas. Vale a pena investir!

Acesso a recursos e ferramentas

As tecnologias e ferramentas que tornam o trabalho mais eficiente são pontos que chamam a atenção dos trabalhadores brasileiros quando analisam a qualidade de vida em seus atuais empregos. Outros pontos de destaque são o conforto do local, segurança no ambiente de trabalho e disponibilidade de ferramentas tecnológicas disponíveis para a execução das atividades.

As empresas precisam ir além e investir na qualidade de vida, porque esse é o principal aspecto para a geração de engajamento dos funcionários, o que é uma característica que define o nível de produtividade de uma empresa.

Avalie a qualidade de vida no seu ambiente de trabalho

O Índice de Qualidade de Vida no Trabalho pode ser medido dentro da sua empresa! É uma ferramenta gratuita que ajudará a medir a percepção dos trabalhadores por meio de uma avaliação online, veja aqui.

O teste dura 5 minutos e pode ser feito por qualquer pessoa. O resultado é enviado de maneira anônima, o que permite ao trabalhador responder com mais tranquilidade e as empresas terem um direcionamento do que pode ser aperfeiçoado, para que a rotina dos colaboradores seja cada vez melhor.

Entenda que a qualidade de vida no trabalho interfere diretamente na competividade da sua empresa. Para que o seu cliente externo seja bem atendido, você não pode esquecer de seus colaboradores. Assim, quando você oferece um ambiente favorável para o colaborador, você está investindo indiretamente no seu cliente. 

 

Uma cópia em inteiro teor deste artigo pode ser visualizada através do LINK abaixo.
Somente ASSINANTES da Revista Manutenção podem BAIXAR o arquivo e a assinatura é gratuita. ASSINAR


via 
TAGOUT
TAGOUT

Texto: Primeira edição publicada na Revista Manutenção sob licença Creative Commons  Licença Creative Commons
Imagens: As imagens possuem licenças específicas, consulte as respectivas legendas
Família disponibilizada por Freepik sob licença grátis com atribuição
DETALHES SOBRE O AUTOR
marcio-tosmann Qual o índice de qualidade de vida dos seus funcionários? - Revista Manutenção
João Tosmann
Nome: João Tosmann
Website: http://www.tagout.com.br/
E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Engenheiro Eletricista


   Redes sociais: 
linkedin Qual o índice de qualidade de vida dos seus funcionários? - Revista Manutenção
 
facebook Qual o índice de qualidade de vida dos seus funcionários? - Revista Manutenção
 
twitter Qual o índice de qualidade de vida dos seus funcionários? - Revista Manutenção
 
google Qual o índice de qualidade de vida dos seus funcionários? - Revista Manutenção
 
youtube Qual o índice de qualidade de vida dos seus funcionários? - Revista Manutenção
 
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.




APRESENTAÇÃO:

João Marcio Tosmann é engenheiro eletricista e diretor da Tagout, indústria de produtos de Bloqueio e Etiquetagem. É autor de diversos artigos sobre segurança do trabalho, com objetivo de promover a discussão de temas relacionados a saúde e ao bem-estar dos profissionais no local de trabalho e a importância da prevenção de acidentes e doenças ocupacionais.

FORMAÇÃO ACADÊMICA E EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL:

É formado em Engenharia Elétrica com ênfase em Eletrônica pela PUC-RS, com pós-graduação em Administração Industrial pela USP e MBA em Marketing pela ESPM. Possui experiência em projetos de manutenção industrial e logística em autopeças. Atuou como membro da diretoria do Complexo Industrial Automotivo General Motors (CIAG) e líder de projetos de novos veículos como Celta (General Motors) e EcoSport (Ford). Atualmente é diretor da Tagout, com sede em Vinhedo (SP), indústria de produtos de Bloqueio e Etiquetagem voltados para o mercado brasileiro, além de consultoria e treinamento.


COMENTE, DEBATA, DISCUTA OU DEIXE A SUA OPINIÃO RESPEITOSAMENTE
Os comentários não representam a linha editorial, tampouco a opinião dos articulistas e editores da Revista Manutenção, e estão sujeitos a moderação, pois são de responsabilidade exclusiva de seus autores.

Caso encontre algo ofensivo que viole a legislação vigente no Brasil ou os termos de uso, DENUNCIE.

Avalie esta publicação: 1 1 1 1 1 Nota 0% (0 Votos)

Redes sociais

Anúncios

Ainda não é registrado? Registre-se agora!

ÁREA DO ASSINANTE