Sidebar

BT Login

Entrar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *
Captcha *
MnMyZGMzNDFyMHMxMnJsZ25ncTA1OTk5YzYxNTQyNTUyNDY0 EB implantou laboratório de Manutenção - Revista Manutenção
Reload Captcha

BM Slide Login

0 Eventos

Exército Brasileiro implantou Laboratório de Inovação em Engenharia de Manutenção

LIEM disponibilizada pelo Exército Brasileiro através da Lei nº 12.527/2011

Ferramentas
Fonte
  • Menor Pequena Média Grande Maior
  • Padrão Helvetica Segoe Georgia Times
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro

O Arsenal de Guerra de São Paulo (AGSP), organização militar subordinada à Diretoria de Fabricação, dentro dos trabalhos de transformação iniciados por ocasião de seu 60º aniversário, está implantando o Laboratório de Inovação em Engenharia de Manutenção (LIEM).

O LIEM tem como missão pesquisar, desenvolver e implantar soluções para a manutenção de sistemas e materiais de emprego militar (SMEM) e a nacionalização de componentes, por meio de integração e alinhamento com a Tríplice Hélice. A proposta é trabalhar os conceitos de confiabilidade, manutenibilidade, disponibilidade e suportabilidade, possibilitando a criação e aplicação de ideias inovadoras, onde for possível melhorar a operação e manutenção de SMEM. A nacionalização de componentes é um processo que requer responsabilidade técnica e conhecimento sobre o material.

É baseada na chamada engenharia reversa, cujo objetivo é a obtenção do projeto de um componente a partir de espécimes. A nacionalização também compreende o desenvolvimento de novos fornecedores, aumentando a cadeia de fornecimento do SMEM. Assim, a nacionalização pode ser entendida como uma excelente oportunidade para trabalhos conjuntos com a Base Industrial de Defesa (BID).

liem exercito brasileiroCentro de usinagem disponibilizada pelo Exército Brasileiro através da Lei nº 12.527/2011

Em agosto, o Arsenal de Guerra de São Paulo inaugurou a era da manufatura aditiva, ao adquirir uma impressora 3D Da Vinci Pro, modelo mais vendido no mundo que utiliza a tecnologia Fabricação por Filamento Fundido (FFF). Essa impressora está incorporada ao LIEM e já contribui para o desenvolvimento de protótipos, que podem ser usados dentro do ciclo de nacionalização de componentes ou para o desenvolvimento de novos dispositivos de apoio à manutenção.

impressora 3d do exercitoImpressora 3D disponibilizada pelo Exército Brasileiro através da Lei nº 12.527/2011

Com essas ações, o Arsenal de Guerra de São Paulo demonstra a capacidade do Sistema Fabril do Exército em dominar o processo de desenvolvimento e produção de componentes e SMEM no país, fazendo o uso das técnicas mais avançadas e dos recursos e competências disponíveis, contribuindo para a operacionalidade da Força Terrestre.

Texto: Primeira edição publicada na Revista Manutenção sob lei de acesso à informação  Lei de acesso à informação
Imagens: As imagens possuem licenças específicas, consulte as respectivas legendas
LIEM disponibilizada pelo Exército Brasileiro através da Lei nº 12.527/2011
Centro de usinagem disponibilizada pelo Exército Brasileiro através da Lei nº 12.527/2011
Impressora 3D disponibilizada pelo Exército Brasileiro através da Lei nº 12.527/2011
DETALHES SOBRE O AUTOR
redacao EB implantou laboratório de Manutenção - Revista Manutenção
Redação
Nome: Redação
Website: http://www.revistamanutencao.com.br
E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Editores, redatores e revisores


   Redes sociais: 
Linkedin
 
Facebook
 
Google+
 
Youtube
 
Twitter
 
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.




APRESENTAÇÃO:

A Redação da Revista Manutenção é composta por profissionais que atuam com manutenção no setor secundário (indústria) e terciário (comércio e serviços) da economia, dispostos à difundir informações, artigos, opiniões, debates e eventos, para estudantes e profissionais que atuam direta ou indiretamente com manutenção, assim como na gestão de ativos, recursos e serviços.

MISSÃO, VISÃO E VALORES:

Explorar o potencial da internet para tornar-se referência como acervo científico e tecnológico, através da publicação de conhecimento, sob licença de uso que o permita ser difundido entre estudantes e profissionais que atuam direta ou indiretamente com manutenção, cujos interesses sejam convergentes e alinhados com a missão citada acima e com os valores pormenorizados no seguinte documento: Institucional.html


COMENTE, DEBATA, DISCUTA OU DEIXE A SUA OPINIÃO RESPEITOSAMENTE
Os comentários não representam a linha editorial, tampouco a opinião dos articulistas e editores da Revista Manutenção, e estão sujeitos a moderação, pois são de responsabilidade exclusiva de seus autores.

Caso encontre algo ofensivo que viole a legislação vigente no Brasil ou os termos de uso, DENUNCIE.

Avalie esta publicação: 1 1 1 1 1 Nota 0% (0 Votos)

Redes sociais

Anúncios

Ainda não é registrado? Registre-se agora!

ÁREA DO ASSINANTE