Sidebar

BT Login

Entrar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *
Captcha *
amo4ZHVtZWsyZTU3YmN2bzBxYmE3dmN0aDExNTQyNzk1ODAx MANUTENÇÃO DE GARAGEM: Hobbista transforma trilho de trem em bigorna - Revista Manutenção
Reload Captcha

BM Slide Login

0 Eventos

MANUTENÇÃO DE GARAGEM: Hobbista transforma trilho de trem em bigorna

Bigorna disponibilizada por Guilherme Sartoris‎ no Facebook

Ferramentas
Fonte
  • Menor Pequena Média Grande Maior
  • Padrão Helvetica Segoe Georgia Times
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro

Em uma publicação no Facebook, ‎Guilherme Sartoris‎ que se apresenta como hobbista, demonstra incrível potencial criativo, ao divulgar uma bigorna construída por ele a partir de um trilho de trem. Além das fotografias da bigorna pronta ele divulgou também um vídeo que demonstra todas as etapas do processo de fabricação.

Bigorna fabricada com trilho de tremVista lateral da bigorna

A bigorna é um utensílio feito de aço, ferro forjado, ferro fundido, ou outro metal semelhante, de corpo central quadrangular e, normalmente, com extremidades com forma de cônica ou piramidal, sobre o qual são apoiados metais a serem conformados, malhados e moldados, a quente ou a frio. As primeiras bigornas datam da pré-história e eram feitas de pedra. Contudo, há indícios de que pedaços de meteoritos (feitos de ferro, níquel e outros elementos) também teriam sido usados como bigornas no passado.

Bigorna fabricada com trilho de tremVista superior da bigorna

Enfim, a bigorna fabricada pelo Guilherme sob influência da cultura DIY (Do It Yourself), ou seja, Faça Você Mesmo, pode ser útil para hobbistas, garagistas e até mesmo nas oficinas de manutenção, que com frequência precisam obter materiais conformados, malhados e moldados a quente ou a frio, logo segue o vídeo contendo todas as etapas do processo de fabricação:

Fabricação de Bigorna disponibilizado pelo canal da Revista Manutenção no Youtube

 

Texto: Primeira edição publicada na Revista Manutenção sob licença Creative Commons  Licença Creative Commons
Imagens: As imagens possuem licenças específicas, consulte as respectivas legendas
Bigorna 1,2 e 3 disponibilizadas por Guilherme Sartoris‎ no Facebook 
Vídeos: Os vídeoss possuem licenças específicas, consulte as respectivas legendas
Fabricação de Bigorna disponibilizado por Guilherme Sartoris‎ no Facebook
DETALHES SOBRE O AUTOR
fauzi-mendonca MANUTENÇÃO DE GARAGEM: Hobbista transforma trilho de trem em bigorna - Revista Manutenção
Fauzi Mendonça
Nome: Fauzi Mendonça
Website: http://www.revistamanutencao.com.br
E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Analista de PCM


   Redes sociais: 
linkedin MANUTENÇÃO DE GARAGEM: Hobbista transforma trilho de trem em bigorna - Revista Manutenção
 
facebook MANUTENÇÃO DE GARAGEM: Hobbista transforma trilho de trem em bigorna - Revista Manutenção
 
twitter MANUTENÇÃO DE GARAGEM: Hobbista transforma trilho de trem em bigorna - Revista Manutenção
 
google MANUTENÇÃO DE GARAGEM: Hobbista transforma trilho de trem em bigorna - Revista Manutenção
 
youtube MANUTENÇÃO DE GARAGEM: Hobbista transforma trilho de trem em bigorna - Revista Manutenção
 
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.




APRESENTAÇÃO:

Fundador, Diretor Editorial e Colunista da Revista Manutenção, escreve regularmente sobre diversos assuntos relacionados ao cotidiano da área de manutenção.

Desenvolvedor Web nas horas vagas, é o responsável pelo design, layout, diagramação, pela elaboração da identidade visual e da logomarca da Revista Manutenção.

FORMAÇÃO ACADÊMICA E EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL:

Profissional graduado em Engenharia Eletrônica com ênfase em Automação e Controle, pela FAT (Faculdade Anhanguera de Tecnologia) de São Bernardo, atua há mais de dez anos com Planejamento e Controle de Manutenção (PCM), em empresas de médio e grande porte, nacionais e multinacionais, onde edificou carreira profissional como Programador, Planejador e Analista de Manutenção.


COMENTE, DEBATA, DISCUTA OU DEIXE A SUA OPINIÃO RESPEITOSAMENTE
Os comentários não representam a linha editorial, tampouco a opinião dos articulistas e editores da Revista Manutenção, e estão sujeitos a moderação, pois são de responsabilidade exclusiva de seus autores.

Caso encontre algo ofensivo que viole a legislação vigente no Brasil ou os termos de uso, DENUNCIE.

Avalie esta publicação: 1 1 1 1 1 Nota 0% (0 Votos)

Redes sociais

Anúncios

Ainda não é registrado? Registre-se agora!

ÁREA DO ASSINANTE