Sidebar

BT Login

Entrar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *
Captcha *
ZmVmNzQ4YTduZTYxYW02ZnAya2NzOW03YTQxNTQ0NTg2Njc2 Conceito Lean - Histórico - Revista Manutenção
Reload Captcha

BM Slide Login

0 Eventos

Conceito Lean - Histórico

LEAN - Disponibilizada pelo Mauro Júnior para a Revista Manutenção sob licença Creative Commons BY-SA

Ferramentas
Fonte
  • Menor Pequena Média Grande Maior
  • Padrão Helvetica Segoe Georgia Times
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro

A metodologia Lean é uma integração de métodos e ferramentas desenvolvidos na década de 90 no setor industrial e, em particular, na indústria automobilistica, onde a Toyota construiu um sistema robusto, eficiente e em constante atualização.

Hoje em dia, os ganhos obtidos pela aplicação da metodologia Lean em empresas de todos os setores são, muitas vezes impressionantes, uma vez que esta permite potencializar energia, tempo, espaço e gerir orçamento.

A satisfação do cliente é alcançada por uma gestão mais eficaz de todos os recursos ao seu dispor. O objetivo é conseguir gerir os vários recursos disponíveis, melhorando os processos e agregar valor aos clientes.

Manutenção Produtiva Total ou simplesmente TPM.

A ferramenta TPM – ou Manutenção Produtiva Total – é um artifício industrial desenvolvido nos anos 70 pelo japonês Seiichi Nakajima. Ela tem como conceito fundamental elevar ao máximo a produtividade e a eficiência de um processo produtivo, por meio da implantação estruturada e consistente de seus 8 pilares de sustentação.

MNT Histórico

 

Os oito pilares do TPM:

TPM tem como objetivo aumentar a produtividade, eficiência e segurança por meio da capacitação dos operadores e líderes de equipe para que desempenhem um papel proativo no dia-a-dia.

Para que o programa funcione, deve-se investir via corpo gerencial num processo de disseminação da cultura entre os colaboradores. Só assim, teremos efetivamente:

  • Manutenção Autônoma:operadores e demais colaboradores atuam monitorando suas áreas e identificando pontos de melhoria e/ou manutenção.
  • Melhoria de processos e máquinas:os líderes de equipe coletam as informações apontadas pelos operadores, e então priorizaram a manutenção e as melhorias.
  • Manutenção preventiva:operadores e líderes de equipe compartilham as tarefas e a agenda de manutenção preventiva.
  • Gerenciamento precoce de novos equipamentos:líderes de equipe antecipam e planejam as partes do ciclo de vida do equipamento e informam os gestores com base em relatórios de manutenção.
  • Processo de gestão da qualidade:responsabilidade compartilhada pela operação e manutenção a fim de incentivar idéias de melhoria da qualidade de todas as áreas de trabalho.
  • Trabalho administrativo:gerentes priorizam os dados dos pilares anteriores e compartilham os resultados com os líderes de equipe e áreas de trabalho.
  • Educação e Treinamento:a melhoria contínua é o foco e o envolvimento de todos os operadores é necessário para disseminar as práticas.
  • Segurança e sucesso sustentado:em toda a unidade, a segurança é prioridade. Essa visão contribui positivamente o sucesso sustentável do programa TPM.

Para melhor visualização, segue quadro dos 8 pilares detalhados:

Histórico MNT

 

Ilustração dos 8 pilares:

TPM MNT

 

Quais os objetivos básicos do TPM?

O TPM tem por foco a eliminação das causas das quebras e dos defeitos a fim de garantir a manutenção planejada e programada.

Ele se baseia no comportamento humano e entende que o aumento da disponibilidade, fácil operação e manutenção das máquinas e equipamentos contribuem para manter um ambiente produtivo e com qualidade total.

É fácil perceber que o TPM acaba proporcionando um ambiente limpo, organizado e seguro, e, portanto, mais saudável.

OEE no TPM

OEE(Overall Equipment Effectiveness) é uma métrica que identifica a porcentagem de tempo de produção prevista que é verdadeiramente produtiva. Ele foi desenvolvido para apoiar as iniciativas de TPM por meio do rastreamento com precisão o progresso no sentido de alcançar “produção perfeita“.

E o que é uma produção perfeita?
  • Uma pontuação OEE de 100% é a produção perfeita.
  • Uma pontuação OEE de 85% é de classe mundialpara a indústria manufatureira.
  • Uma pontuação OEE de 60% é bastantetípica para a indústria manufatureira.
  • Uma pontuação OEE de 40% não é incomum para os fabricantes sem TPM e/ou programas de Lean Seis Sigma.

OEE consiste de três componentes, cada qual mapeando cada uma das metas do TPM :

Disponibilidade (Zero Paradas) + Desempenho (Ausência de pequenas paradas) + Qualidade (Zero Defeitos) = OEE: Produção Perfeita

Mais Informações sobre OEE é só consultar o artigo Ferramenta LEAN OEE Conceito.

Benefícios conquistados com o TPM:
  • Aumento da produtividade;
  • Quedas de paradas repentinas;
  • Aumento global da eficiência da planta;
  • Quedas nos defeitos de processos;
  • Quedas de reclamações de clientes;
  • Redução dos custos de produção em até 30%;
  • Aumento das sugestões de melhorias por parte dos funcionários;
  • Auto-gestão dos funcionários, onde os operadores cuidam dos seus próprios equipamentos sem direcionamentos;
  • Estabelecimento da autoconfiança e atitude nos colaboradores para redução das paradas e defeitos;
  • Local de trabalho limpo, organizado e otimizado;
  • Melhoria dos indicadores de Segurança e Saúde.
Conclusão

A manutenção é às vezes considerada uma função que não agrega valor e o TPM é considerado a mais difícil ferramenta do Lean Manufacturing para implementar. 

Mudar crenças culturais dentro de uma empresa, desde os gestores até todo o corpo operacional ,demandará tempo, mas os resultados obtidos compensarão o esforço. A ferramenta é uma poderosa aliada para um resultado consistente e o crescimento da empresa.

Texto: Primeira edição publicada na Revista Manutenção sob licença Creative Commons  Licença Creative Commons
Imagens: As imagens possuem licenças específicas, consulte as respectivas legendas
LEAN - Disponibilizada pelo Mauro Júnior para a Revista Manutenção sob licença Creative Commons BY-SA
DETALHES SOBRE O AUTOR
mauro-junior Conceito Lean - Histórico - Revista Manutenção
Mauro Júnior
Nome: Mauro Júnior
Website: www.revistamanutencao.com.br
E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Supervisor de Manutenção


   Redes sociais: 
linkedin Conceito Lean - Histórico - Revista Manutenção
 
facebook Conceito Lean - Histórico - Revista Manutenção
 
twitter Conceito Lean - Histórico - Revista Manutenção
 
google Conceito Lean - Histórico - Revista Manutenção
 
youtube Conceito Lean - Histórico - Revista Manutenção
 
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.




APRESENTAÇÃO:

Profissional da área de Manutenção e Colunista da Revista Manutenção escreve esporadicamente sobre diversos assuntos relacionados ao cotidiano da área de manutenção, compras e contratos! Auditor e consultor com foco em validação e criação de processos e procedimentos.

FORMAÇÃO ACADÊMICA E EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL:

Profissional graduado em Sistemas de Informação, MBA Executivo em Gestão Empresaria , PMC- Planejamento e Controle de Manutenção e curso de Liderança de Equipes pela FGV, atua há mais de dez nos em com Gestão de Manutenção, Compras e Contratos em empresas de médio e grande porte, nacionais e multinacionais.


COMENTE, DEBATA, DISCUTA OU DEIXE A SUA OPINIÃO RESPEITOSAMENTE
Os comentários não representam a linha editorial, tampouco a opinião dos articulistas e editores da Revista Manutenção, e estão sujeitos a moderação, pois são de responsabilidade exclusiva de seus autores.

Caso encontre algo ofensivo que viole a legislação vigente no Brasil ou os termos de uso, DENUNCIE.

Avalie esta publicação: 1 1 1 1 1 Nota 0% (0 Votos)

Redes sociais

Anúncios

Ainda não é registrado? Registre-se agora!

ÁREA DO ASSINANTE