Sidebar

BT Login

Entrar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *
Captcha *
dXN1bjZxMXRjbHRtbW5zbDVjb29xYm8yODExNTQyNTUyMzQy Diário da Internet das Coisas 2017 - Revista Manutenção
Reload Captcha

BM Slide Login

0 Eventos

Diário da Internet das Coisas: Histórico tecnológico e criminal de 2017

Calendário 2017 disponibilizada por Freepik sob licença gratuita com atribuição

Ferramentas
Fonte
  • Menor Pequena Média Grande Maior
  • Padrão Helvetica Segoe Georgia Times
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro

O IoTCrimes.com patrocinado pela Pwnie Express, fornece aos executivos de negócios e tecnologia, principais responsáveis pela segurança da informação (CISOs), equipes de segurança de TI e a comunidade cibernética, um diário trimestral de atividades notorias da atividade hacker, brechas e violações na Internet das Coisas (IoT), além das últimas inovações destinadas a frustrar tais crimes.

Diário da Internet das Coisas (IoT)

PRIMEIRA EDIÇÃO - 1º TRIMESTRE / 2017

As ameaças cibernéticas estão evoluindo a partir da segmentação para prejudicar computadores, redes, smartphones, carros, ferrovias, aviões, redes elétricas e qualquer coisa com batimentos cardíacos ou pulso eletrônico.

Quais coisas estão sendo hackeadas hoje? PCs, laptops, tablets, smartphones, dispositivos médicos, aparelhos de cozinha, termostatos, TVs, relógios de pulso, coleiras de animais de estimação, webcams, dentre outras coisas.

A primeira edição de nosso Diário da Internet das Coisas esclarece um potencial apocalipse no futuro das coisas, e as inovações que podem impedir que isso aconteça.

Um futuro em que todas as coisas são hackeáveis?

  Todos os dispositivos da Internet de Coisas (IoT) correm o risco de roubo, dano ou destruição.  
Janeiro 
3 de Janeiro. Muitos dispositivos da Internet das Coisas ajudarão a polícia a resolver crimes. Aparentemente, a investigação forense digital poderá permitir que investigadores descubram quem tocou o interfone através de outros interfones.
 
4 de Janeiro. Os medidores inteligentes são considerados fatais devido às numerosas vulnerabilidades de segurança. Pois, tais dispositivos podem ser explorados para iniciar os incêndios.
 
5 de Janeiro. A Comissão de Comércio Federal dos Estados Unidos, concordou em patrocinar uma ferramenta de correção para dispositivos da Internet das Coisas. A melhor ferramenta ganhará US $ 25.000.
 
6 de Janeiro. O esforço para melhorar a eficiência em dispositivos da Internet das Coisas, deve começar com investimentos nas linhas de produção.
 
6 de Janeiro. A Symantec mergulhou o dedo no mercado de hardware ao desenvolver o Norton Core. Um dispositivo que ajuda a tornar mais seguros outros dispositivos da Internet das Coisas.
 
11 de Janeiro. Hacking de veículos podem se tornar uma epidemia até 2021, uma vez que a Ford planeja lançar sua própria linha de carros totalmente autônomos.
 
19 de Janeiro. Necessidade de um firewall configurado de forma adequada é considerada provável causa da vulnerabilidade da Samsung SmartCam. Essa vulnerabilidade foi descoberta em 2014, mas não foi corrigida até 2016.
 
20 de Janeiro. O Instituto Ponemon descobriu que 80% dos dispositivos da Internet das Coisas não foram testados quanto a falhas de segurança. O estudo envolveu uma pesquisa com 593 profissionais de segurança de TI e TI.
 
24 de Janeiro. Os profissionais de saúde estão conscientes quanto as diversas vulnerabilidades dos dispositivos da Internet das Coisas, mas não conseguem agir. Aparentemente, as bombas de insulina não são consideradas infra-estrutura crítica.
 
Fevereiro
03 de Fevereiro. Pesquisador descobriu como hackear uma cafeteira inteligente através do aplicativo Smarter Coffee. Ele descobriu como acessar a cafeteira via prompt de comando, tornando o aplicativo atual obsoleto.
 
03 de Fevereiro. A Rapid7 anunciou que seu kit de ferramentas Metasploit foi atualizado para testar dispositivos da Internet das Coisas. A estrutura agora pode se conectar diretamente ao hardware.
 
03 de Fevereiro. Pesquisadores da Conferência RSA 2017 planejam uma discussão aprofundada sobre segurança da Internet das Coisas e malware Mirai.
 
03 de Fevereiro. Utilizando o aplicativo móvel do banco Tesco, ladrões invadem o sistema do próprio banco e roubam £ 2,5 milhões. O Tesco foi informado sobre a vulnerabilidade do aplicativo antes do ataque.
 
06 de Fevereiro. Embora os testes de vulnerabilidade de software e configurações de rede tenham crescido na última década, as vulnerabilidades de hardware caíram no esquecimento.
 
12 de Fevereiro. Pesquisadores descobrem que a maioria dos dispositivos inteligentes utilizados por empresas são vulneráveis a ataques. Senhas padrão e projetos iniciais fracos estão se tornando uma epidemia.
 
14 de Fevereiro. Muitos dispositivos da Internet das Coisas que executam o kernel do Linux podem estar vulneráveis ao Linux / DDoS-BI. Essa versão do malware rasteja a Internet e tenta usar dispositivos de força bruta via SSH utilizando credenciais padrão.
 
14 de Fevereiro. A Verizon descobiu uma universidade não identificada, que foi vítima de um ataque DDoS, devido à vulnerabilidade nas máquinas de venda automática do campus. O atacante dirigiu máquinas vitimadas para sites de frutos do mar aleatórios.
 
17 de Fevereiro. Impressoras 3D que funcionam como dispositivo da Internet das Coisas, foram consideradas hackeáveis. Hardware on-board mais barato e sub-padrão pode ser o culpado.
 
19 de Fevereiro. A AT&T forma a Cyber ​​Security Alliancec com a IBM, Nokia, Palo Alto, Symantec e Trustonic, enquanto os pesquisadores da AT&T relatam um aumento de mais de 3000% de invasores que examinam as vulnerabilidades na Internet das Coisas nos últimos 3 anos.
 
20 de Fevereiro. Pesquisador detalha 9 novos hacks da Internet das Coisas que proliferarão rapidamente no futuro próximo. Aparentemente, nem mesmo os monitores cardíacos são seguros.
 
21 de Fevereiro. Na contra mão, a Kaspersky decide não utilizar o kernel do Linux para o seu novo KasperskyOS. O novo sistema operacional projetado explicitamente para a segurança da Internet das Coisas.
 
28 de Fevereiro. Brinquedos conectados à Internet das Coisas  deixam muitos pais perturbados à medida em que as mensagens gravadas foram enviadas para um banco de dados. Em seguida, as mensagens foram bloqueadas e mantidas para resgate.
 
28 de Fevereiro. A Internet das Coisas é o cavalo de tróia para hackear sua casa. O site Shodan é um mecanismo de pesquisa que permite que os invasores pesquisem toda a Internet para encontrar dispositivos vulneráveis.
 
Março
01 de Março. Não tem volta, os robôs foram considerados por especialistas tão vulneráveis quanto os dispositivos da Internet das Coisas. Um relatório da IOActive revela que os robôs sofrem de muitas das mesmas doenças que afetam os dispositivos IoT, como problemas de autenticação, criptografia, e senha padrão fraca, etc.
 
02 de Março. A Nokia e a Airtel se juntaram para pesquisar conectividade 5G para dispositivos da Internet das Coisas. Isso pode resultar em bilhões de dispositivos conectados à rede.
 
02 de Março. Um backdoor oculto foi encontrado em vários dispositivos chineses da Internet das Coisas, fabricados pela DblTek, o que permite que os usuários ganhem acesso Telnet aos dispositivos afetados.
 
03 de Março. Democratas da Câmara dos Estados Unidos apresentam um projeto de lei que concederá poderes regulatórios adicionais à Comissão Federal de Comunicações para combater os ataques cibernéticos. O presidente da FCC é cético quanto ao projeto de lei.
 
03 de Março. Aproveite os dispositivos da Internet das Coisas, pois eles podem agregar valor à sua vida, mas considere tomar 10 medidas fáceis para garantir a sua segurança.
 
04 de Março. Devido à proliferação de dispositivos da Internet das Coisas, algumas empresas estão desenvolvendo servidores que ficam à beira de redes corporativas e processam dados recebidos antes de enviar os dados para os servidores principais.
 
06 de Março. É eviente que garantir segurança para dispositivos da Internet das Coisas custa caro. Um profissional consulta especialistas da indústria de segurança para ter uma idéia de quanto dinheiro eles investem em diversos produtos.
 
06 de Março. Javvad Malik, um profissional de segurança de TI, afirma que o ransomware combinado com um hack da Internet das Coisas poderia ter efeitos devastadores nas redes corporativas. Um possibilidade envolve o sequestro de um sistema HVAC, desligando-o até que um resgate seja pago.
 
07 de Março. A empresa Smart Home, Nest, insere a autenticação de dois fatores em seu último software como meio de combater os hacks na Internet das Coisas.
 
07 de Março. A segurança da Internet das Coisas está afetando a confiança das equipes. Um estudo descobre que 90% das organizações não têm confiança em sua infraestrutura de segurança IoT.
 
08 de Março. O sistema operacional Mongoose está permitindo que mais e mais dispositivos se juntem à comunidade sda Internet das Coisas. Ele permite a utilização do protocolo MQTT para comunicação.
 
10 de Março. As empresas podem se isentar melhor da responsabilidade, adotando algumas medidas adicionais para isolar-se dos hacks da Internet das Coisas.
 
10 de Março. O hackeamento de dispositivos da Internet das Coisas levará a um apocalipse de todas as coisas? Um dia, tudo poderá ser hackeado.
 
14 de Março. A Comissão Federal de Comércio dos Estados Unidos não está buscando impor regulamentos específicos para a indústria da Internet das Coisas neste momento. Outros afirmam que este é um erro devido à falta de padrões.
 
14 de Março. Devido à uma vulnerabilidade de um servidor web em alguns dispositivos Dahua, especialistas em segurança podem invadir dispositivos e obter acesso administrativo completo. Dahua é o segundo maior fabricante de dispositivos da Internet das Coisas.
 
15 de Março. Os pesquisadores utilizam 20 modelos de aceleradores de 5 fabricantes diferentes para afetar os dados em 75% dos dispositivos testados. O teste envolveu o uso de ondas sonoras contra Fitbits e outros dispositivos da Internet das Coisas.
 
15 de Março. Pesquisadores da Universidade de Michigan hackearam um dispositivo da Internet das Coisas usando ondas sonoras. As vulnerabilidades de exploração foram encontradas no hardware.
 
24 de Março. Em um esforço parcial para combater os problemas de segurança da Internet das Coisas, a Universidade da Flórida planeja abrir um IoT Institute for Engineers, graças a um presente de US $ 5 milhões do Instituto Warren B. Nelms para o mundo conectado.
 
27 de Março. Os agricultores estão entrando no jogo da Internet das Coisas, enquanto eles lutam contra o fabricante norte-americano John Deere pelo direito de usar o software sem licença para consertar seus tratores.
 
28 de Março. Segundo a Nokia, em 2016 houve um aumento de 400% na taxa de infecção de smartphones e dispositivos da Internet das Coisas. Outubro parece ser o mês favorito para hackers IoT.
 
29 de Março. Aproximadamente 90% dos dispositivos da Internet das Coisas são vulneráveis a hackers remotos. O último ataque utilizou sinais trapaceiros DVB-T (Digital Video Broadcasting - Terrestre) para adquirir o acesso de administrador à TVs inteligentes.
 
30 de Março. Os corretores de energia da indústria da Internet das Coisas especulam sobre o que o mundo digital se parecerá em 2019. A maioria concorda que um mundo hiperconectado levará a numerosas interrupções na conectividade com a Internet.
 
Fique atento à segunda edição do Diário da Internet das Coisas do 2º trimestre.
 
SEGUNDA EDIÇÃO - 2º TRIMESTRE / 2017

As ameaças cibernéticas estão evoluindo a partir da segmentação para prejudicar computadores, redes, smartphones, carros, ferrovias, aviões, redes elétricas e qualquer coisa com batimentos cardíacos ou pulso eletrônico.

Quais coisas estão sendo hackeadas hoje? PCs, laptops, tablets, smartphones, dispositivos médicos, aparelhos de cozinha, termostatos, TVs, relógios de pulso, coleiras de animais de estimação, webcams, dentre outras coisas.

A primeira edição de nosso Diário da Internet das Coisas esclarece um potencial apocalipse no futuro das coisas, e as inovações que podem impedir que isso aconteça.

Internet das Coisas Perigosas (IoDT) é mais adequado

  Internet das Coisas Perigosas: DVRs, ursinhos de pelúcia, robôs industriais, webcams e mais.

Brad Casey

Abril
3 de abril. A NASA alertou sobre uma Internet das Coisas Perigosas. Especialistas em segurança da Agência afirmam que grande parte da tecnologia utilizada hoje pela maioria dos usuários finais foi concebida em 60 anos de desenvolvimento de software ruim.
 
5 de abril. Especialista em segurança australiano sustenta que o método tradicional da Austrália para combater ataques cibernéticos pelo tráfego malicioso de bloqueio geográfico pode não mais ser considerado relevante com a proliferação de dispositivos Internet das Coisas.
 
6 de abril. Um novo estudo leva uma visão interna da armamentação da internet das coisas, juntamente com as complexidades do Mirai.
 
6 de abril. Pesquisadores estão observando um crescente número de ataques selvagens do BrickerBot. Essas tentativas tem como alvo dispositivos da Internet das Coisas e tentam desativá-los permanentemente.
 
7 de abril. Radware vem com BrickerBot 1.0 e BrickerBot 2.0 . Este novo malware tem como alvo os dispositivos da Internet das Coisas executando comandos Linux comumente usados.
 
10 de abril. O malware da Internet das Coisas conhecido como Mirai pode, aparentemente, minerar Bitcoin. O componente de mineração foi encontrado na versão Linux do malware.
 
12 de abril. Como o WordPress já não era suficientemente vulnerável, os ISPs decidiram aumentar sua quantidade de vulnerabilidades fornecendo roteadores vulneráveis à ataques da Internet das Coisas.
 
12 de abril. Especialista afirma que uma mudança de paradigma considerável está acontencedo no que se refere aos dispositivos IoT.
 
12 de abril. Profissional de TI discute 4 maneiras de proteger dispositivos na Internet das Coisas. Entre as recomendações tem a famigerada: Garantir que as senhas padrão sejam alteradas.
 
14 de abril. A empresa de segurança, Beaming, informa que o Reino Unido sofre cerca de 500 ataques cibernéticos por dia. Aproximadamente 92% dos ataques são contra dispositivos da Internet das Coisas.
 
20 de abril. Especialista em segurança discute uma "cadeia de matar" no que se refere aos ataques de Internet das Coisas. Ele recomenda uma abordagem em camadas para se defender contra tais ataques.
 
20 de abril. O novo worm conhecido como Hajime está envolvido em mistério, pois os especialistas em segurança lutam para confiar ou não na intenção do novo software.
 
24 de abril. O CEO da HackerOne afirma que a Internet das coisas resultará em uma maior demanda de hackers do White Hat. Eles receberam aproximadamente US $ 15 milhões de empresas desde 2012.
 
24 de abril. Pesquisador indexa 8 ataques DDoS relacionados com IoT e fala sobre como esses ataques mudaram o paradigma no que se refere à proteção de dispositivos conectados pela IoT.
 
25 de abril. Ainda em outro relatório sobre o novo malware chamado Hajime, a Kaspersky relata que mais de 300.000 dispositivos da Internet das Coisas são parte da uma nova botnet. Dispositivos como DVRs e webcams são alguns dos dispositivos mais comumente infectados.
 
25 de abril. Em um esforço para combater o malware DDoS conhecido como Mirai, os cyber vigilantes desenvolveram e implantaram malwares que simplesmente tornam alguns dispositivos da Internet das Coisas inúteis.
 
26 de abril. De acordo com um estudo recente publicado pela Symantec, invasores exploram vulnerabilidades no Powershell da Microsoft e aproveitam a brechas para difundir macros maliciosos através do Microsoft Office.
 
29 de Abril. De acordo com um estudo realizado pela Juniper, 46 bilhões de dispositivos serão conectados à Internet das Coisas  até 2021, momento em que o mundo passará para o IoT 2.0 mais estável. 
 
Maio
1 de maio. Especialistas em segurança mergulham mais profundamente no BrickerBot e descobrem que o Malware utiliza muitas das mesmas façanhas utilizadas pelo Mirai.
 
1 de maio. A Cloudfare decidiu comercializar soluções para fabricantes de dispositivos da Internet das Coisas e lançou sua solução Orbit. O novo sistema fornece conectividade ao firewall da Cloudfare, que fica localizado na nuvem.
 
3 de maio. Hackers do White Hat trabalham no laboratório de pesquisas da Internet das Coisas da SRI International no Menlo Park para penetrar nos dispositivos IoT e ajudar a protegê-los. Uma recomendação é evitar dispositivos habilitados para Wifi.
 
4 de maio. A TrendMicro descobriu que 83 mil robôs industriais estão expostos na Internet das coisas e vulneráveis a ataques. Isso já foi considerado outra superfície de ataque de IoT.
 
8 de maio. O Ministério dos Negócios Internacionais e das Comunicações do Japão fornecerá classificações de segurança aos dispositivos da Internet das Coisas, em um esforço para fornecer aos consumidores mais informações.
 
8 de maio. Especialista recomenda uma mudança cultural no que se refere à nossa abordagem para garantir a segurança dos dispositivos na Internet das Coisas. É necessário mais vigilância quando se trata de detalhes como senhas padrão.
 
12 de maio. Um ataque cibernético de grande escala afetou seriamente o Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido. O ataque parece ter se originado em dispositivos da Internet das Coisas.
 
13 de maio. Com um golpe genial, um especialista em segurança britânico descobriu o botão de desligar de um grande ataque cibernético contra o SNS. Ele descobriu que, quando o malware replica através de seu código, primeiro verifica se o domínio que ele lança em um alvo realmente existe. Se o fizer, o malware deixa de ser executado.
 
15 de maio. Pesquisadores de segurança falam sobre a necessidade de mais pesquisadores e defensores da Internet Industrial das Coisas. Muitos dos dispositivos IoT que estão conectados a infra-estrutura crítica foram criados sem  alguém para testar as vulnerabilidades existentes.
 
15 de maio. Especialista em segurança discute como a Internet das coisas pode afetar os automóveis conectados hoje. Os servidores da Web que se conectam aos aplicativos dentro de um veículo podem ser usados ​​para fins nefastos.
 
16 de maio, Funcionários japoneses de segurança indicam que proteger dispositivos da Internet das Coisas tornou-se um problema real para a infra-estrutura cibernética japonesa. Aproximadamente 600 endereços IP japoneses foram direcionados no ataque de resgate mais recente.
 
18 de maio. Um estudante de sexto ano de Austin, exibe suas habilidades de hacking ao invadir dispositivos Bluetooth para controlar seu ursinho robótico, e choca especialistas em segurança. A manifestação foi realizada no Fórum Mundial em Haia.
 
18 de maio. O recente ataque contra o Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido destaca a necessidade de proteger os dispositivos da Internet das Coisas. Especialistas em segurança antecipam 22,5 bilhões de dispositivos IoT com conexões ativas de internet até 2021.
 
19 de maio. De acordo com especialistas de segurança da Avast, o hackeamento de roteadores domésticos tornou-se um grande problema. Se os usuários finais descobrem que seu roteador doméstico foi pirateado, eles recomendam jogá-lo fora e comprar um novo.
 
22 de maio. Na Semana da internet das Coisas 2017 em Genebra, os especialistas em segurança se reunirão para discutir temas como a privacidade, o impacto das novas regulamentações da União Européia e as tendências e tecnologias emergentes.
 
23 de maio. Em primeiro lugar, muitos analistas de negócios, consideram que a parceria entre Amazon e Dish Network pode ser um golpe de mestre à medida que a Amazon procura aprofundar-se na Internet das coisas.
 
24 de maio. Flash Networks libera uma nova solução baseada em rede, xtraArmor. Seu objetivo é proteger, entre outras coisas, os dispositivos IoT.
 
25 de maio. Os especialistas em segurança da Palo Alto Networks discutem redes de teste de penetração que contêm dispositivos da Internet das Coisas. Eles discutem as dificuldades na avaliação adequada de redes que possuem dispositivos fora do enclave.
 
25 de maio. De acordo com um relatório divulgado pela NTT Security, 60% de todos os ataques DDoS originários de dispositivos da Internet das Coisas tiveram origem na Ásia em 2016.
 
Junho
1 de junho. Na Exposição Dubai de Internet das Coisas, os participantes se concentraram em uma estratégia de duas vertentes para garantir segurança dentro de um ambiente IoT: enfatize a segurança e incentive mais transparência com dados.
 
6 de junho. De acordo com a NexusGuard, a proliferação de dispositivos da Internet das Coisas resultará em um aumento da atividade de botnets em 2017, já que este novo vetor de ataque oferece uma grande variedade de dispositivos vulneráveis conectados à Internet.
 
7 de Junho. Um especialista questiona o risco ao tomar a decisão de comprar dispositivos para a Internet das Coisas. Ele faz a pergunta: "Os benefícios de uma cafeteira conectada à Internet realmente superam os seus problemas de segurança?"
 
8 de junho. Um estudo divulgado pela Cisco afirma que os ataques DDoS aumentaram 172% em 2016. O lançamento deste estudo segue o lançamento de sua nova arquitetura de segurança contra ameaças da Internet das Coisas .
 
9 de junho. O Conselho do consumidor Norueguês descobriu uma boneca infantil que grava o que as crianças dizem e se conecta à Internet das Coisas. Os dados são posteriormente enviados para uma empresa dos EUA.
 
9 de Junho. De acordo com o Pew Research Center, uma pesquisa de 1.200 especialistas revela que 15% dos referidos especialistas esperam que um grande número de pessoas se retirem da vida conectada devido à falta de segurança nos dispositivos IoT.
 
12 de junho. A empresa chinesa, conhecida como Shenzhen Foscam, divulgou uma declaração indicando que muitas das câmeras de vídeo controladas remotamente que ela vende, podem ser vulneráveis a ataque cibernético. Foram identificados modelos com até 18 vulnerabilidades.
 
13 de junho. De acordo com alguns especialistas em segurança, os dispositivos da Internet das Coisas são um perigo para as redes, mesmo que os atacantes tentem invadir os dispositivos. Alguns dispositivos utilizam firmware tão antigo que o software não pode ser atualizado para falar com sistemas operacionais mais novos.
 
22 de junho. Um estudo realizado pela AT&T indica um aumento de 458% nas varreduras de vulnerabilidades dos dispositivos IoT. Os hackers estão constantemente à procura de dispositivos vulneráveis.
 
Fique atento à terceira edição do Diário da Internet das Coisas do 3º trimestre.
 
TERCEIRA EDIÇÃO - 3º TRIMESTRE / 2017

"The Big Data Bang" é um mundo de Internet das Coisas que explodirá à partir de 2 bilhões de objetos (dispositivos inteligentes que se comunicam sem fio) em 2006 para uma projeção de 200 bilhões até 2020 , de acordo com a Intel.

Gartner prevê que mais de meio bilhão de dispositivos portáteis serão vendidos em todo o mundo em 2021, acima de cerca de 310 milhões em 2017. Os usáveis ​​incluem relógios inteligentes, monitores acoplados na cabeça, câmeras fixadas no corpo, fones de ouvido Bluetooth e monitores de ginástica.

ABI prevê que mais de 20 milhões de carros conectados serão importados para os Estados Unidos com tecnologia de segurança baseada em software embarcado até 2020, e o provedor espanhol de telecomunicações Telefonica afirma que até 2020, 90% dos carros estarão online, em comparação com apenas 2% em 2012.

Centenas de milhares e, possivelmente, milhões de pessoas podem ser pirateadas agora através de Dispositivos Médicos Implantáveis (DMIs) sem fio conectados e monitorados digitalmente, que incluem Cardioversores Desfibriladores Implantáveis (CDIs), Marcapassos Cardíacos Implantáveis (MCIs), Neuroestimuladores do Cérebro Profundo, bombas de insulina, aparelhos auditivos e mais.

Isso desencadeia todo o crescimento da Internet das Coisas, da atividade hacker e no mais recente Diário da Internet das Coisas (IoT): Histórico tecnológico e criminal de 2017.

Os dispositivos IoT são armas de ruptura em massa?

Casas completamente vulneráveis estão sendo alimentadas por dispositivos da Internet das Coisas
Brad Casey
Julho

5 de Julho. A Xiaomi e a Nokia estão juntando-se para desenvolver vários complementos de smartphones que incluirão funcionalidades da Internet das Coisas.

6 de Julho. De acordo com o relatório da Satellite Business News, Dish Network e Amazon estão negociando um esforço conjunto para criar uma Internet sem fio de Coisas . As conversas ainda estão engatinhando, mas alguns dentro da indústria prevêem um enorme esforço no futuro. 

10 de julho. Em termos de saúde dentro das áreas rurais, a Internet das Coisas pode revelar-se revolucionária, pois permitirá que os provedores de saúde localizados remotamente façam disgnósticos de pessoas que utilizam dispositivos inteligentes.

10 de Julho. Se alguém estiver interessado em investir em ações que envolvam Internet das Coisas, pode ser bem servido ao investir nestas 3 ações.

11 de Julho. Empresa de software empresarial, SAP, forma parceria com a empresa de energia Centrica . A parceria é um esforço para fornecer conectividade Centrica através da Internet das coisas.

11 de julho. Enquanto a Internet das coisas está resultando em quantidades significativas de inovação, pode ser que alguns parem e pensem sobre o risco envolvido com a incorporação do IoT no cotidiano, especialmente em termos de informações de saúde.

12 de Julho. Controle de pragas conta com aplicação inovadora para dispositivos da Internet das Coisas. Entre os métodos utilizados para esta aplicação está a armadilha de rato inteligente e o controle integrado de pragas.

12 de Julho. A plataforma conhecida como IBM Watson da Internet das Coisas foi nomeada líder no mercado IDC . O Watson é usado em 6 continentes por milhares de clientes.

14 de Julho. Especula-se no setor imobiliário que a Internet das coisas está prestes a criar uma grande ruptura no mercado imobiliário corporativo. De acordo com alguns, muitos edifícios poderão relatar dados sobre sua saúde estrutural e disponibilizar esses dados em linha.

17 de Julho. Uma indústria que lucra com a proliferação da Internet das Coisas é a indústria de chips. Conseqüentemente, a Intel, maior empresa fabricante de semicondutores do mundo, consegue obter importantes benefícios financeiros.

17 de Julho. O FBI emitiu um aviso contra brinquedos conectados à Internet das Coisas. De acordo com a polícia, muitos brinquedos conectados à Internet estão indiretamente espionando crianças através do reconhecimento de voz.

18 de Julho. Pesquisadores de segurança encontraram um bug que poderia ser usado para explorar milhares de dispositivos com câmera de segurança embutida na Internet das Coisas ao redor do mundo. A vulnerabilidade pode permitir o acesso raiz dos indivíduos nefastos aos referidos dispositivos.

18 de Julho
. A Comcast anunciou que planeja implantar um rede de Internet de Coisas em 12 cidades diferentes. A rede irá cobrir cerca de 50% de cada cidade.

18 de Julho. O Grupo de Interesse Especial Bluetooth anuncia a chegada da rede de malha Bluetooth. Esta nova rede permitirá que os dispositivos Bluetooth se comuniquem com vários outros dispositivos Bluetooth simultaneamente.

24 de Julho. Policiais estão alertando todos os dias, para que os consumidores tenham cuidado ao comprar dispositivos domésticos para a Internet das Coisas. Isso está acontecendo porque um relatório indicou que as agências de espionagem britânicas, em conjunto com a CIA, transformaram vários dispositivos Samsung em dispositivos de teste.

31 de Julho. A plataforma de Internet das Coisas da Samsung, a Artik Cloud , permitiu a Samsung monetizar vários dispositivos IoT. O Artik Cloud permite que os fabricantes ofereçam suporte para aplicativos e dispositivos de terceiros.

Agosto

2 de agosto. Dois senadores introduziram legislação que teoricamente ajudaria a proteger a Internet das Coisas. A lei estabeleceria padrões mínimos de segurança para fornecedores que tentassem vender dispositivos IoT para o governo dos Estados Unidos.

7 de agosto. De acordo com Maciej Kranz, muitas empresas que tentam incorporar da Internet das Coisass em seus ambientes consideram seus esforços fracassados. Aqueles que encontraram sucesso deram alguns passos muito deliberados.

14 de agosto. À medida que as casas ficam mais inteligentes por meio de dispositivos inteligentes, são oferecidos muitos recursos à família. No entanto, pensamos em todas as ramificações da casa inteligente.

16 de agosto. Muitos dentro do setor de segurança consideram que os dispositivos médicos da Internet das Coisas são um dos principais vetores de ataques que os profissionais de segurança devem considerar minuciosamente. O principal culpado parecem ser dispositivos legados com sistemas operacionais datados.

22 de agosto. A cidade de Buffalo junta-se a uma crescente lista de municípios que incorporam uma rede de Internet das Coisas em toda a cidade . A rede é o resultado de uma parceria entre a Sigfox e a Universidade de Buffalo.

22 de agosto. De acordo com uma pesquisa recente da McKinsey & Company, muitos executivos corporativos incorporaram a Internet das Coisas em seus roteiros estratégicos, mas muitos não sabem como continuar.

25 de agosto. A VMware e a ADLINK Technology se juntam para desenvolver uma solução de ponta a ponta que tornará a tecnologia da Internet das Coisas mais rápida e eficiente.

27 de agosto. Segundo Janakiram MSV A Internet Industrial das Coisas (IIoT) fez grandes avanços em várias indústrias, inclusive do setor automotivo e saúde. No entanto, um pesquisador diz que o verdadeiro poder do IIoT não será explorado até que o Aprendizado das Máquinas se torne mais avançado.

30 de agosto. De acordo com Gordon Wishon o CIO da Universidade Estadual do Arizona, a implementação da Internet das Coisas no nível do campus fornece uma grande visão sobre o que se pode antecipar em um nível mais macro.

31 de agosto. Com um toque interessante na Internet das Coisas, a Oracle equipou a Mitsubishi, para não criar um automóvel inteligente, mas para criar uma plataforma que auxilie na fabricação inteligente.

31 de agosto. A Internet das Coisas pode revolucionar a forma como cuidamos dos idosos, segundo Philip Regenie da indústria da vida assistida. Grande parte da tecnologia atualmente utilizada, como por exemplo os marcapassos, permitirão diagnósticos remotos, o que aumentará a velocidade e a eficácia dos tratamentos.

31 de agosto. A Vodafone, empresa britânica de telecomunicações, implementou os estágios iniciais de uma rede de Internet de banda estreita na Irlanda . O objetivo final é vincular milhões de dispositivos que requerem baixas quantidades de throughput, como espaços de estacionamento e lixeiras.

Setembro

1 de setembro. A Oracle decide infundir a plataforma IoT Cloud com inteligência artificial que poderá fornecer informações comerciais mais detalhadas. Os serviços que estarão disponíveis, permitirão às empresas uma maior visibilidade na cadeia de suprimentos, comenta Michael Moore.

1 de setembro. A pesquisadora Shira Caldie, dá sugestões sobre como proteger dispositivos na Internet das Coisas. Ela lista coisas como alterar senhas padrão e senhas fracas e implementar chaves e certificados de criptografia.

5 de setembro. Para ver o crescimento máximo dentro da indústria de Internet das Coisas, devem ser utilizadas as ópticas de ponta. O pesquisador Ritesh Mehta, debate a vantagem das fibras ópticas sobre as câmeras.

6 de setembro. A empresa Indiana estatizada, Bharat Sanchar Nigam Limited conclui um acordo com a Coriant, com sede nos EUA, para estabelecer as bases de uma rede celular 5G em combinação com uma nova rede de Internet das Coisas .

7 de setembro. O pesquisador Chris Neiger, enumera alguns fatos sobre a indústria da Internet das Coisas. A lista feita comprova que o tamanho do mercado IoT é medido em trilhões.

11 de setembro. A T-Mobile planeja lançar sua rede de banda estreita, para Internet das Coisas até meados de 2018. O objetivo final é ajudar os clientes da IoT a colocar seus produtos no mercado mais rapidamente.

11 de setembro. A Internet das Coisas pode ajudar os Estados Unidos a liberar o seu pleno potencial de fabricação, já que muitos pesquisadores do governo, da academia e da indústria privada estão examinando maneiras de implementar o IoT.

11 de setembro. O mercado de Internet das Coisas na China cresceu em mais de US $ 140 bilhões. Muitos dentro da indústria de computação esperam que a China seja um líder global na indústria da IoT.

12 de setembro. A Frost & Sullivan concede um prêmio à DigiCert por seus esforços amplamente aclamados na proteção de dispositivos das Internet das Coisas. A DigiCert é líder no fornecimento de soluções de autenticação e criptografia.

12 de setembro. A indústria de Internet Industrial das Coisas (IIoT) está se tornando cada vez mais dependente de aplicativos móveis. Por exemplo, os aplicativos de teleconferência em vídeo permitem que indivíduos localizados remotamente monitorem áreas perigosas.

12 de setembro. De acordo com Cory Gardner, senadora dos EUA, os dispositivos da Internet das Coisas podem representar um risco de segurança nacional, pois cada dispositivo pode ser usado como uma "arma de ruptura em massa".

14 de setembro. A Câmara de Comércio de Atlanta está tentando fazer de Atlanta um centro para a tecnologia da Internet das Coisas. Eles implementaram uma força-tarefa cuja missão é recrutar as startups de IoT.

15 de setembro. De acordo com Aruna Sundararajan, uma burocrata do governo indiano, a indústria da Internet das Coisas resultará em aproximadamente 10 a 15 milhões de empregos na ìndia nos próximos anos. A maior parte desses trabalhos serão criados pelas startups.

19 de setembro. Com o intuito de proteger melhor os dispositivos da Internet das Coisas, o Trusted IoT Alliance foi criado com o objetivo de padronizar um protocolo blockchain. Entre as empresas envolvidas na Aliança estão isco, Gemalto e US Bank.

20 de setembro. A principal empresa de higiene, a Essity, se unirá à Microsoft para melhor comercializar seus produtos de higiene e saúde aos clientes da Internet das Coisas. A Essity aproveitará a plataforma Azure da Microsoft.

21 de setembro. A idiotice das coisas? Especialista observa como fornecedores diferentes podem utilizar a tecnologia proprietária da Internet das Coisas para criar armadilhas para que os consumidores utilizem exclusivamente seus produtos.

25 de setembro. A SPYRUS, Inc. anunciou uma parceria com a Microsoft que resultará em dispositivos IOT mais seguros, uma vez que o SPYRUS irá auxiliar nos mecanismos de criptografia e autenticação.

26 de setembro. Devido aos problemas de vida útil da bateria, inerentes aos dispositivos da Internet das Coisas, o Cypress Semiconductor implementou uma solução e anunciou um novo chip que fornece dispositivos IoT portáteis com conectividade Bluetooth e Wi-Fi de baixa potência.

Brad Casey is a freelancer writing about any and all things IT and cybersecurity related.

 

© 2016-2017 Cybersecurity Ventures. Todos os direitos reservados. A Lei federal dos Estados Unidos proíbe a reprodução não autorizada deste relatório, por qualquer meio, e impõe multas de até $ 150,000 por violações. É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer forma ou meio sem autorização expressa por escrito da Cybersecurity Ventures.

pelos Editores de
Cyber Security Ventures

 

Tradução com pequenas adaptações realizada pela redação da Revista Manutenção com autorização expressa de Steve Morgan, fundador e editor-chefe da CYBERSECURITY VENTURES, que é uma empresa que atua desde 1999 fornecendo dados do mercado econômico, insights e previsões inovadoras para uma audiência global de CIOs e executivos de TI, CSOs e CISOs, profissionais de segurança da informação, fundadores e CEOs de empresas de segurança cibernética, capitalistas de risco, investidores corporativos, executivos de negócios e finanças, profissionais de RH e líderes governamentais de defesa cibernética.

Com sede em Menlo Park no Estado da Califórnia, ou seja no Vale do silício, e filial em Long Island no Estado de New York, a CyberSecurity Ventures é parceira oficial de pesquisa para a cúpula anual Cyber Investing, realizada em Wall Street na Bolsa de Valores de Nova York.

Texto: Tradução publicada na Revista Manutenção sob Copyright  © 2016-2017
Imagens: As imagens possuem licenças específicas, consulte as respectivas legendas
Calendário 2017 disponibilizada por Freepik sob licença gratuita com atribuiçãomanutenção
DETALHES SOBRE O AUTOR
redacao Diário da Internet das Coisas 2017 - Revista Manutenção
Redação
Nome: Redação
Website: http://www.revistamanutencao.com.br
E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Editores, redatores e revisores


   Redes sociais: 
Linkedin
 
Facebook
 
Google+
 
Youtube
 
Twitter
 
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.




APRESENTAÇÃO:

A Redação da Revista Manutenção é composta por profissionais que atuam com manutenção no setor secundário (indústria) e terciário (comércio e serviços) da economia, dispostos à difundir informações, artigos, opiniões, debates e eventos, para estudantes e profissionais que atuam direta ou indiretamente com manutenção, assim como na gestão de ativos, recursos e serviços.

MISSÃO, VISÃO E VALORES:

Explorar o potencial da internet para tornar-se referência como acervo científico e tecnológico, através da publicação de conhecimento, sob licença de uso que o permita ser difundido entre estudantes e profissionais que atuam direta ou indiretamente com manutenção, cujos interesses sejam convergentes e alinhados com a missão citada acima e com os valores pormenorizados no seguinte documento: Institucional.html


COMENTE, DEBATA, DISCUTA OU DEIXE A SUA OPINIÃO RESPEITOSAMENTE
Os comentários não representam a linha editorial, tampouco a opinião dos articulistas e editores da Revista Manutenção, e estão sujeitos a moderação, pois são de responsabilidade exclusiva de seus autores.

Caso encontre algo ofensivo que viole a legislação vigente no Brasil ou os termos de uso, DENUNCIE.

Avalie esta publicação: 1 1 1 1 1 Nota 0% (0 Votos)

Redes sociais

Anúncios

Ainda não é registrado? Registre-se agora!

ÁREA DO ASSINANTE