Sidebar

BT Login

Entrar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *
Captcha *
cGQwajc1NXBxdTRmZnA5ZHRodDVnb3NodjcxNTM5NjMyMzA3 A TAP M&E demitiu 160 funcionários - Revista Manutenção
Reload Captcha

BM Slide Login

0 Eventos

A TAP M&E demitiu cento e sessenta funcionários em Porto Alegre

TAP manutenção em Porto Alegre disponibilizada pelo Google Earth sob licença grátis com atribuição

Ferramentas
Fonte
  • Menor Pequena Média Grande Maior
  • Padrão Helvetica Segoe Georgia Times
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro

(SUL 21) A TAP M&E, braço de manutenção e engenharia da companhia aérea portuguesa TAP, iniciou na última semana um processo de demissão de trabalhadores da unidade da empresa no Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre. De acordo com o Sindicato dos Aeroviários, até o momento, mais de 100 pessoas já foram demitidas, mas a própria empresa teria informado que a intenção seria chegar a 160 até o final desta semana. A empresa passa por um processo de reestruturação e, há três meses, já havia demitido cerca de 300 funcionários da unidade do Rio de Janeiro.

No entanto, de acordo com o diretor do sindicato, Celso André Klafke, antes de realizar o processo de demissão no Rio, a TAP ME havia oferecido um Plano de Demissão Voluntária (PDV) para os funcionários, com o pagamento de indenização maior do que a multa de 40% do FGTS e a garantia de que os trabalhadores continuariam tendo direito de acesso ao plano de saúde por três anos e a passagens por outros cinco, o que não foi oferecido aos funcionários de Porto Alegre.

Segundo Klafke, como as demissões ainda não foram homologadas, uma vez que as rescisões são oficializadas em um prazo de até 10 dias, o sindicato ainda tenta negociar pelo menos a manutenção do plano de saúde e das passagens. Ele diz que, no diálogo que mantém com a direção da da TAP ME, a empresa descartou a possibilidade de oferecer uma compensação financeira nos moldes do PDV oferecido no Rio de Janeiro.

Presidente da TAP ME Brasil, Glaucia Loureiro confirmou que até o momento foram desligados 106 trabalhadores da empresa e que a previsão da companhia é demitir 164 pessoas até o fim desse processo. Segundo ela, cerca de 830 funcionários continuarão trabalhando na sede de Porto Alegre da empresa.

Questionada sobre a questão do PDV, Glaucia disse que não há possibilidade de oferecer um plano de demissões para os funcionários, mas que foi priorizado o desligamento de quem expressou desejo de sair da empresa, processo já concluído, e agora estariam sendo demitidos trabalhadores de acordo com o rendimento.

O sindicato também diz que está acompanhando o processo de demissões para cobrar o cumprimento da convenção coletiva da categoria, que estabelece que, quando houver dispensas coletivas, a empresa irá priorizar o desligamento de trabalhadores que solicitarem a demissão, já aposentados e aqueles que já teriam tempo suficiente de contribuição para se aposentarem. “A grosso modo, estão seguindo a clausula da convenção coletiva”, diz Klafke.

Reestruturação da empresa

Empresa com sede em Portugal e no Brasil – com centros de manutenção no Rio de Janeiro e Porto Alegre -, A TAP ME presta serviços de manutenção, reparos e revisão para aviões de fabricantes como Airbus, Boeing e Embraer de companhias aéreas das Américas, Europa e África.

Os aeroviários questionam o fato de que as demissões incluem o setor do hangar, o que, segundo Klafke, prejudica a oferta de serviço da empresa. “A TAP é uma empresa que vende mão de obra, o trabalho dele é a manutenção”, diz.

Glaucia afirma que as demissões fazem parte de um processo de reestruturação da companhia iniciado ainda no final do ano passado e que vem sendo elaborado em conjunto com duas consultorias contratadas para auxiliar a TAP ME com o objetivo de aumentar a competitividade internacional da empresa. As demissões no Rio de Janeiro fazem parte do mesmo processo.

O sindicato entende que o processo de reestruturação seria, na verdade, um reflexo da reforma trabalhista em que estariam sendo trocados trabalhadores antigos e qualificados por funcionários mais novos e sem experiência, precarizando condições de trabalho e reduzindo salários.

por Luís Eduardo Gomes
sul21

 

Texto: Primeira edição publicada na Revista Manutenção sob licença Creative Commons  Licença Creative Commons
Imagens: As imagens possuem licenças específicas, consulte as respectivas legendas
TAP manutenção em Porto Alegre disponibilizada pelo Google Earth sob licença grátis com atribuição
DETALHES SOBRE O AUTOR
redacao A TAP M&E demitiu 160 funcionários - Revista Manutenção
Redação
Nome: Redação
Website: http://www.revistamanutencao.com.br
E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Editores, redatores e revisores


   Redes sociais: 
Linkedin
 
Facebook
 
Google+
 
Youtube
 
Twitter
 
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.




APRESENTAÇÃO:

A Redação da Revista Manutenção é composta por profissionais que atuam com manutenção no setor secundário (indústria) e terciário (comércio e serviços) da economia, dispostos à difundir informações, artigos, opiniões, debates e eventos, para estudantes e profissionais que atuam direta ou indiretamente com manutenção, assim como na gestão de ativos, recursos e serviços.

MISSÃO, VISÃO E VALORES:

Explorar o potencial da internet para tornar-se referência como acervo científico e tecnológico, através da publicação de conhecimento, sob licença de uso que o permita ser difundido entre estudantes e profissionais que atuam direta ou indiretamente com manutenção, cujos interesses sejam convergentes e alinhados com a missão citada acima e com os valores pormenorizados no seguinte documento: Institucional.html


COMENTE, DEBATA, DISCUTA OU DEIXE A SUA OPINIÃO RESPEITOSAMENTE
Os comentários não representam a linha editorial, tampouco a opinião dos articulistas e editores da Revista Manutenção, e estão sujeitos a moderação, pois são de responsabilidade exclusiva de seus autores.

Caso encontre algo ofensivo que viole a legislação vigente no Brasil ou os termos de uso, DENUNCIE.

Avalie esta publicação: 1 1 1 1 1 Nota 0% (0 Votos)

Redes sociais

Anúncios

Ainda não é registrado? Registre-se agora!

ÁREA DO ASSINANTE