Sidebar

BT Login

Entrar Registrar

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

Criar uma conta

Todos os campos marcados com asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Nome de usuário *
Senha *
Verificar senha *
Email *
Verifar email *
Captcha *
aTAwMW00NmlncHYzZXRsYmVmbXFjc2kzaTUxNTM3NTg4MzQw Fabricantes de silicone trabalham com ABNT para rever norma sobre instalação elétrica de baixa tensão - Revista Manutenção
Reload Captcha

BM Slide Login

Fabricantes de silicone trabalham com ABNT para rever norma sobre instalação elétrica de baixa tensão

Eletricista disponibilizada por welcomia via Freepik sob licença grátis com atribuição

Ferramentas
Fonte
  • Menor Pequena Média Grande Maior
  • Padrão Helvetica Segoe Georgia Times
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro
Parceiro

A Comissão Setorial de Silicones, da Associação Brasileira da Indústria Química (Abiquim) deu outro passo importante para aprimorar a regulação sobre aplicações de silicone em fios e cabos, a fim de melhorar a segurança dos consumidores.

Após a regulamentação pelo Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia) da certificação de fios e cabos revestidos com borracha de silicone, agora a Comissão Setorial de Silicones - constituída pelas fabricantes Dow Corning, Elkem, Momentive e Wacker - está trabalhando em conjunto com a Comissão de Estudos da ABNT, para a revisão da norma referente à instalação elétrica de baixa tensão, a NBR 5410. O documento completo deve ser encaminhado para consulta nacional, na ABNT (Associação Brasileiras de Normas Técnicas), no segundo semestre deste ano.

Resistente a altas temperaturas, a borracha de silicone protege fios e cabos de forma mais eficiente, minimizando risco de fogo na camada de proteção, quando expostos à sobrecarga de calor. O uso de borracha de silicone em condutores tem se mostrado uma solução técnica e economicamente viável, além de competitiva, em relação aos demais materiais, principalmente em circuitos que devem continuar operando em caso de emergência. Isto porque o material mantém suas dimensões originais e isolação, sem expor a parte metálica interna do condutor, evitando curtos circuitos e choques elétricos.

“Com a regulamentação do Inmetro, somente produtos fabricados de acordo com as Normas Téncnicas em vigor e certificados poderão ser comercializados, aumentando a confiabilidade do material”, afirma Irineu Bottoni, coordenador da Comissão. Essa era uma lacuna no campo regulatório que precisava ser resolvida, como mostrou estudo realizado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), sobre o Potencial de Diversificação da Indústria Química, divulgado em 2015.

Com essa normatização, os fabricantes de silicones almejam posicionar o Brasil, em termos de regulação, no mesmo patamar de Estados Unidos, Europa e Ásia.

Sobre a Comissão
A Comissão Setorial de Silicones da Abiquim (Associação Brasileira da Indústria Química) foi criada em 2000 para difundir conhecimentos sobre os benefícios da tecnologia do produto, promover sua imagem e defender políticas de investimento que incentivem a indústria brasileira. Ela é formada pelas empresas: DowCorning, Elkem, Wacker e e Momentive.

Texto: Primeira edição publicada na Revista Manutenção sob licença Creative Commons  Licença Creative Commons
Imagens: As imagens possuem licenças específicas, consulte as respectivas legendas
Eletricista disponibilizada por welcomia via Freepik sob licença grátis com atribuição
DETALHES SOBRE O AUTOR
redacao Fabricantes de silicone trabalham com ABNT para rever norma sobre instalação elétrica de baixa tensão - Revista Manutenção
Redação
Nome: Redação
Website: http://www.revistamanutencao.com.br
E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Editores, redatores e revisores


   Redes sociais: 
Linkedin
 
Facebook
 
Google+
 
Youtube
 
Twitter
 
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.




APRESENTAÇÃO:

A Redação da Revista Manutenção é composta por profissionais que atuam com manutenção no setor secundário (indústria) e terciário (comércio e serviços) da economia, dispostos à difundir informações, artigos, opiniões, debates e eventos, para estudantes e profissionais que atuam direta ou indiretamente com manutenção, assim como na gestão de ativos, recursos e serviços.

MISSÃO, VISÃO E VALORES:

Explorar o potencial da internet para tornar-se referência como acervo científico e tecnológico, através da publicação de conhecimento, sob licença de uso que o permita ser difundido entre estudantes e profissionais que atuam direta ou indiretamente com manutenção, cujos interesses sejam convergentes e alinhados com a missão citada acima e com os valores pormenorizados no seguinte documento: Institucional.html


COMENTE, DEBATA, DISCUTA OU DEIXE A SUA OPINIÃO RESPEITOSAMENTE
Os comentários não representam a linha editorial, tampouco a opinião dos articulistas e editores da Revista Manutenção, e estão sujeitos a moderação, pois são de responsabilidade exclusiva de seus autores.

Caso encontre algo ofensivo que viole a legislação vigente no Brasil ou os termos de uso, DENUNCIE.

Avalie esta publicação: 1 1 1 1 1 Nota 100% (1 Voto)

Redes sociais

Anúncios

Ainda não é registrado? Registre-se agora!

ÁREA DO ASSINANTE