Há pouco mais de cento e cinquenta anos não existiam computadores, smart phones, redes (internet/social/profissional), tampouco mensageiros instantâneos, publicar um livro por exemplo, era um privilégio para poucos, mas apesar de todas essas dificuldades, naquela época o embate de ideias antagônicas acontecia com classe, ou seja, de maneira inteligente, racional e respeitosa, através de correspondências, livros, conferências, congressos, simpósios ou assembleias, como aconteceu por exemplo no episódio épico em que um filósofo e economista escreveu o livro A Filosofia da Miséria, e obteve de outro filósofo e economista a resposta no mesmo formato (livro), cujo título A Miséria da Filosofia, foi uma irônia dirigida ao autor da primeira obra.

A web democratizou a comunicação de uma forma que trouxe imensuráveis benefícios para a humanidade, porém é necessário considerar que alguns efeitos colaterais surgiram com o advento das redes sociais, que nos presenteou com o surgimento das notícias falsas, as famigeradas fake news não prosperavam na web, devido a inexistencia de um canal para difundí-las através do engajamento social, o que passou a acontecer em larga escala através do Okrut, Facebook, Google+, Twitter e Whats app.

<

Ainda não é registrado? Registre-se agora!

ÁREA DO ASSINANTE