Manutenção
Ferramentas
Fonte
  • Menor Pequena Média Grande Maior
  • Padrão Helvetica Segoe Georgia Times
Anunciantes
Tractian Gestão de Ativos
SIL - Lubrificação Industrial - Produtos de Alta Performance
SQL Brasil
ENGETAG Consultoria
Revista Manutenção EDU
Midia Kit

Este artigo traz uma breve explanação sobre Planos de Manutenção e sua importância para direcionar o trabalho dos Mantenedores e Programadores.

Não se trata de um texto 100% acadêmico. Na prática são algumas dicas para os gestores da área, ao comentar o quanto o conteúdo dos Planos pode ser incrementado, a favor de contribuir diretamente para ( i ) a elaboração do Orçamento da Manutenção de curto e longo prazo, ( ii ) a Gestão de Desempenho da Manutenção, ( iii ) o Dimensionamento do Quadro de Mantenedores, ( iv ) a Segurança de Trabalho e mitigação de riscos associados às intervenções.

 Planos de Manutenção 

Plano de Manutenção é o nome dado ao documento técnico em que estão listadas todas as intervenções de manutenção previstas para determinado equipamento e ou sistema, a descrição de cada intervenção e a periodicidade definida para a mesma.

Tais intervenções devem garantir que o equipamento esteja pronto para operar normalmente sempre que seja necessário seja necessário seu funcionamento. Entenda-se como ‘operar normalmente’, operar com segurança, dentro de sua capacidade, sem apresentar ruídos estranhos, vibração, aquecimento, vazamentos etc.

 Plano de Manutenção x Criticidade do Equipamento 

As intervenções previstas para cada equipamento, bem como a periodicidade das mesmas, variam em função da a Criticidade definida para o equipamento.

Equipamentos mais críticos devem ser monitorados bem de perto. A estratégia dos gestores para esses equipamentos objetiva captar o início de uma falha potencial logo em seu início. O quanto antes se puder o perceber o início da falha, mais tempo disponível para as ações de restabelecimento da condição do equipamento.

A Manutenção Preditiva é o tipo de manutenção adequado para Equipamentos Críticos. Por meio de tecnologia e sensores específicos, o funcionamento do equipamento é monitorado de forma contínua. Parâmetros como temperatura, vibração, pressão etc. são medidos indicando a condição do mesmo e tentando captar se não há algum sintoma de início de falha, a ser corrigido por meio de intervenções preventivas ou corretivas. 

É normal que dois equipamentos, embora idênticos, tenham Planos de Manutenção bem diferentes. Por exemplo, uma bomba centrífuga pode estar operando em um sistema de alta criticidade o qual não pode causar interrupção na produção de forma nenhuma, sob pena de perda de faturamento ou de imagem perante clientes importantes. Outra bomba da mesma marca e modelo é usada para uma função de impacto menor nos negócios da empresa, por ex. bombeamento de água para lavagem de ruas e calçadas, ou para irrigação de jardins.

O Plano de manutenção para a primeira bomba (equipamento crítico) prevê intervenções preditivas com frequências apertadas – como análise de vibração e teste de isolação de seu motor – e o resultado desse monitoramento é checado com prioridade para evidenciar se está funcionando de forma ótima ou não.

Já para a bomba de água de irrigação, classificada como equipamento não crítico, a estratégia de manutenção irá contemplar somente uma inspeção visual de rotina e, caso a bomba venha a falhar, seu reparo ou substituição pode ser feito sem correria.  

 Planos de Manutenção x Plano Orçamentário 

O conjunto de Planos de Manutenção sendo elaborados da forma descrita até aqui, já pode ser considerado um conteúdo essencial para os gestores, pois contém informações suficientes para a programação das atividades de manutenção a serem executadas no curto e no longo prazo.

Mas pode-se aproveitar a oportunidade de incrementar o Plano com informações relativas à mão-de-obra requerida e tempo de execução das tarefas.

Para cada intervenção prevista no Plano informar:  

- Equipe de Profissionais prevista;

- Qualificação técnica (função) de cada Profissional;

- Demanda prevista de H-H;

- Demanda prevista de serviços terceiros;

- Tempo previsto de execução das tarefas;

- Rotina de inspeção da qual a intervenção faz parte.

O conjunto de Planos de Manutenção elaborados contando com essas informações adicionais representa um conteúdo bem diferenciado.

Ao desdobrar esse conteúdo em uma planilha adequada, inserindo as intervenções previstas nos Planos ao longo do período e adicionando as informações de valorização das H-H e dos serviços terceiros associados, os gestores terão em mãos o Plano Orçamentário da Manutenção devidamente detalhado.

 Planos de Manutenção x Desempenho da Manutenção 

As informações de Tempo previsto para a execução das tarefas podem ser consideradas como padrões a serem comparados com os tempos reais a obter no dia-a-dia, nos atendimentos às Ordens de Serviço.

Tem-se a partir daí um conjunto de Indicadores de Desempenho da Manutenção que pode ser personalizado à vontade, dando partida à um ciclo de melhoria contínua e tratamento de desvios sempre que necessário, sendo a fonte da prática de Análise de Falhas.

Bem como pode-se ter melhor reflexão quanto ao quadro mais adequado de Mantenedores e de serviços terceiros a contratar, comparando-se com a estrutura vigente.

Em termos financeiros, os custos associados às intervenções podem ser comparados com os custos incidentes no dia-a-dia.

Inclusive nos custos de materiais a aplicar nas intervenções, mas vamos falar de materiais técnicos em outro artigo a ser preparado brevemente.

O benefício disso tudo? O que se pode medir, é passível de ser controlado !

 Planos de Manutenção x Segurança do Trabalho 

Para aproveitar ainda mais um conteúdo tão rico, pode-se incrementar os Planos de Manutenção com informações de riscos associados às intervenções e cuidados a tomar na execução das intervenções.

Informações referentes a Segurança a inserir nos Planos:

- Procedimentos e instruções de trabalho específicos para orientar a execução da intervenção;

- Permissão de Trabalho necessária para liberação do serviço;

- Níveis de aprovação das Permissões de Trabalho versus riscos associados;

- Ferramentas, Dispositivos, Equipamentos de Proteção Individuais e Coletivos necessários;

- Normas aplicáveis a serem atendidas.

Portanto os Planos de Manutenção podem servir de guia de Boas Práticas de Segurança e Prevenção de Perdas para os trabalhos dos Mantenedores.

 Considerações complementares 

É perceptível o quanto os Planos de Manutenção podem servir de ‘veículo’ para uma série de benfeitorias para a Gestão de Operações da empresa, bem como para a Gestão de Finanças.

Ao incrementar os Planos de Manutenção com informações de parâmetros de desempenho e de cuidados e procedimentos relativos à Segurança, os Planos de Manutenção se tornam um conteúdo essencial do Modelo de Gestão da empresa. 

 

Autor: Rafael Herrera, Diretor da Engetag Engenharia e Consultor Sr. em Gestão da Manutenção e Gerenciamento de Projetos.

Contato: Cel. e WhatsApp 13 99629-1605 /  E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Website: www.engetag.com.br


COMENTE, DEBATA, DISCUTA OU DEIXE A SUA OPINIÃO RESPEITOSAMENTE

Os comentários não representam a linha editorial, tampouco a opinião dos articulistas e editores da Revista Manutenção, e estão sujeitos a moderação, pois são de responsabilidade exclusiva de seus autores.

Caso encontre algo ofensivo que viole a legislação vigente no Brasil ou os termos de uso, DENUNCIE.

DETALHES SOBRE O AUTOR
engetag Planos de Manutenção, o conteúdo essencial - Revista Manutenção
Engetag
Nome: Engetag
Website: https://engetag.com.br
E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Serviços de Engenharia


   Redes sociais: 
linkedin Planos de Manutenção, o conteúdo essencial - Revista Manutenção
 
facebook Planos de Manutenção, o conteúdo essencial - Revista Manutenção
 
twitter Planos de Manutenção, o conteúdo essencial - Revista Manutenção
 
google Planos de Manutenção, o conteúdo essencial - Revista Manutenção
 
youtube Planos de Manutenção, o conteúdo essencial - Revista Manutenção
 
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.




APRESENTAÇÃO:

ENGETAG é uma empresa de Serviços de Engenharia com o seguinte portfólio de atuação: - Gerenciamento de Projetos - Gerenciamento de Projetos com metodologia adequada, atualizada, garantindo previsibilidade em prazo, custo e qualidade dos trabalhos em todas as fases do empreendimento. - Gestão de Manutenção - Soluções sob medida para conduzir a Gestão da Manutenção de suas Operações a níveis de Excelência. - Infraestrutura Predial - Serviços e soluções para Infraestrutura Predial: obras, reformas, manutenção, retrofit, regularizações, laudos, estudos para economias, aprovações, etc. - Sistemas Elétricos - Serviços e soluções em Sistemas Elétricos: laudos SPDA, treinamentos, atendimento a normas, estudos para economias, aprovações, etc. - Sistemas de Águas e Efluentes - Estudos e Projetos para Sistemas de Águas e Sistemas de Efluentes visando garantir economias com reuso, compliance. - M&A - Estudos de Due Diligence em plantas industriais, operadores logísticos, áreas greenfield, propriedades, etc.

FORMAÇÃO ACADÊMICA E EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL:

Com a ENGETAG, seus clientes contam com experiência comprovada no atendimento pleno a requisitos de Sistemas de Gestão diferenciados e conhecimento abrangente de Práticas e Metodologias ‘Classe Mundial’, assegurando alto nível de Previsibilidade na execução e nos resultados das iniciativas: Normas ISO, ISO 55000, Manutenção Produtiva Total, RCM, SMED, Manutenção Autônoma, metodologia FEL, PMI 9 pilares, conceitos de Produção Enxuta Lean Six Sigma, Gestão da Rotina, Teoria das Restrições, Benchmarking Competitivo, Práticas de Conservação de Energia. Experientes no desenvolvimento de estudos e trabalhos de obtenção de licenças de construção e operação atendendo órgãos regulatórios de meio ambiente, prefeituras, bombeiros, providências para obtenção de selo LEED, estudos para atendimento a requerimentos de BPF, HACCP, 5S, Segurança e Prevenção de Perdas, norma de sistemas elétricos NR-10, laudos atendendo norma NR-5419 SPDA, NR-13 Vasos de Pressão, etc.


Literatura Técnica

<

Ainda não é registrado? Registre-se agora!

ÁREA DO ASSINANTE