Segurança do Trabalho
Ferramentas
Fonte
  • Menor Pequena Média Grande Maior
  • Padrão Helvetica Segoe Georgia Times
Anunciantes
Tractian Gestão de Ativos
SIL - Lubrificação Industrial - Produtos de Alta Performance
SQL Brasil
ENGETAG Consultoria
Revista Manutenção EDU
Midia Kit

Durante a jornada de trabalho, as pessoas são frequentemente expostas a riscos à saúde e segurança, que podem gerar acidentes. No Brasil, conforme relatório da Previdência Social, em 2020 aconteceram mais de 445 mil acidentes de trabalho. Estes são dados que são alarmantes e nos fazem refletir sobre os diversos fatores relacionados a causa destes acidentes e sobre a importância de saber quais medidas podem ser tomadas para ajudar a controlar estes fatores.

Neste mês acontece a campanha Abril Verde, que aborda questões relacionadas à saúde e segurança do ambiente de trabalho e conscientização das pessoas sobre o tema, trazendo práticas que reduzam o número de acidentes e doenças relacionadas, que visam diminuir e prevenir os acidentes de trabalho.

Para isso, uma série de ações são realizadas, com o objetivo de promover um ambiente seguro e práticas saudáveis em todos os setores produtivos. Ações como essa ajudam a consolidar a cultura de prevenção, que depende de cada um de nós.

Nessa missão, unir os diferentes times dentro de uma empresa é um ótimo caminho para atingir um local de trabalho cada vez mais seguro: Engenheiros e Técnicos de Segurança do Trabalho, junto aos Gestores de Produção e Gestores de Manutenção são importantes porta-vozes destas ações. 

Confira algumas dicas de ações que podem ajudar a tornar a rotina de trabalho mais segura: 

Invista na capacitação do time

A Capacitação do time diz respeito à disponibilização de treinamentos adequados às funções e realizar reciclagem dos mesmos periodicamente. Promover treinamentos sazonais sobre segurança em geral também é uma ótima forma de capacitar seus colaboradores.  Apesar de parecer simples, é importante reforçar com os funcionários as melhores práticas para operação dos equipamentos, execução das tarefas diárias e dia a dia na operação, garantindo assim o acesso ao conhecimento com foco na prevenção de acidentes.

É importante estar atento também aos treinamentos obrigatórios segundo as Normas Regulamentadoras do Ministério do Trabalho, que variam de acordo com a categoria da empresa ou da atividade exercida pelo colaborador, e são fundamentais para a execução correta e segura do trabalho. 

Na plataforma de cursos da Revista Manutenção Edu, você pode encontrar o Curso de NR10 - 40 horas, referente a Norma Regulamentadora 10, para profissionais que trabalham, direta ou indiretamente, com instalações elétricas e serviços com eletricidade. Além deste, a plataforma também possui muitos outros cursos que poderão ajudar na capacitação profissional de maneira geral. 


Adote uma rotina de segurança 

A execução das atividades com segurança é fundamental e, para ajudar nesta tarefa, o uso de checklists pode ajudar a monitorar todos os pontos importantes para garantir que tudo está conforme o planejado, antes de realizá-las.

No checklist, costuma-se incluir informações relacionadas com segurança de trabalho, tais como as ferramentas utilizadas, equipamentos de proteção individual (EPIs) e informações sobre o ambiente.

Baixe agora o Checklist de Segurança no Trabalho e utilize no seu dia a dia. 

Saber e verificar quais ferramentas de proteção são necessárias para a realização de determinada atividade, é indispensável para uma rotina de segurança assertiva. Os Equipamentos de Proteção Individuais (EPIs) e Equipamentos de Proteção Coletiva (EPCs) são exemplos de ferramentas relevantes para a proteção dos trabalhadores em relação aos processos do ambiente de trabalho, e que são comumente confundidos, veja na tabela alguns exemplos de EPIs e EPCs. 

exemplos epi epc

Adote o método APR 

Antes da execução de novas tarefas ou projetos, deve-se desenvolver a Análise Preliminar de Riscos, que consiste na avaliação sobre os eventuais riscos envolvidos. Este estudo precisa considerar todas as fases da realização da atividade ou projeto e baseado nisso, propor medidas apropriadas para a prevenção de acidentes. 

A APR é uma medida obrigatória presente em algumas Normas Regulamentadoras (NR), e para desenvolvê-la o profissional deve seguir levantar algumas informações, como por exemplo:

  • Identificar, listar e classificar perigos e riscos;
  • Reconhecer das causas de acidentes e eventuais vulnerabilidades;
  • Realizar o levantamento de trabalhadores expostos aos riscos;
  • Estimar quais os efeitos da concretização do perigo;
  • Identificar e implementar medidas para controle dos riscos.

 

É indicado a análise e revisão da APR pela equipe de segurança e demais profissionais envolvidos, visando entendimento dos riscos e medidas a serem tomadas.

 

analise preliminar risco

Tenha um diálogo de segurança com a equipe

O Diálogo de Segurança é uma importante ferramenta para prevenção de acidentes de trabalho, e tem como objetivo a conscientização dos trabalhadores acerca dos procedimentos de segurança necessários e riscos existentes nos locais de trabalho. Ele pode ser diário (DDS) ou semanal (DSS), e deve abordar diversos temas, apresentando exemplos vividos, histórias do dia-a-dia e linguagem atraente.

É importante que ele aconteça em dias e horários pré-definidos, com curta duração, de preferência no início do expediente, e que esse compromisso esteja visível para toda a equipe. Ele pode ser conduzido pelo líder da equipe, técnicos ou engenheiros de segurança ou até mesmo convidados da empresa, mas sempre trazendo temas interessantes com foco na segurança do trabalho. 

Para tornar o Diálogo e Segurança ainda mais relevante, uma boa estratégia é chamar pessoas de outros setores que possam contribuir, além de abrir espaço para perguntas e comentários ao final. Se você está na dúvida por onde começar, temos este artigo com 52 sugestões de tema, uma para cada semana do ano, que pode te ajudar a selecionar o que abordar durante o DSS. 

Alie a manutenção à prevenção de acidentes 

A manutenção tem se mostrado, cada vez mais, uma ferramenta estratégica para as empresas e seus procedimentos são fundamentais para manter o funcionamento seguro dos equipamentos, máquinas e sistemas, e podem ser considerados como uma boa forma de evitar a exposição das pessoas ao risco e ainda evitar acidentes. 

Neste caso, vale destaque para a manutenção preditiva, que pode contribuir para a redução de custos, riscos e falhas na operação, através do acompanhamento contínuo dos equipamentos e a tentativa de definir seu estado futuro por meio dos dados coletados ao longo do tempo. Saiba como otimizar a rotina de manutenção da sua indústria. 

A manutenção preditiva   tem como objetivo a redução da aplicação de manutenções corretivas e preventivas, uma vez que pode prever a falha ou a quebra das máquinas. Ela busca identificar as falhas antes que se tornem problemas maiores, garantindo assim maior segurança e, consequentemente, melhor ritmo de produção. 

A partir dela, o gestor de manutenção consegue definir as prioridades e estabelecer um plano de manutenção eficaz, diminuindo  as paradas inesperadas na produção. 

Veja 6 passos para montar seu plano de manutenção. 

O uso dos sensores pode contribuir para a segurança dos trabalhadores, pois, quando instalados em locais de risco ou de difícil acesso, evitam que os trabalhadores tenham que se dirigir até o local para fazer a coleta dos dados. Com isso, o monitoramento ajuda a evitar quebras inesperadas recorrentes e, desta forma, os colaboradores são ainda menos expostos aos riscos de atuar nestes locais

Um exemplo, é o monitoramento online da TRACTIAN que somado a sensores IoT, possibilita a medição de dados como temperatura, vibração e horímetro remotamente, já que há o envio destas informações em tempo real para a plataforma. Tudo isso acontece sem a necessidade de ter alguém trabalhando em altura ou espaço confinado, por exemplo, para fazer as medições da manutenção preditiva tradicional. 

tractian sensor monitoramento online

Por meio da coleta de dados realizada todos os dias da semana pelo sensor, o gestor e sua equipe conseguem conhecer com maior precisão seu ativo. Assim é possível identificar comportamentos anômalos e possíveis falhas, como: desgastes mecânicos, desbalanceamento, desalinhamento, folga mecânica, picos anômalos, engrenamento, falha de rolamento, falta de lubrificação, deposição, desgaste de filtros. 

Após a instalação do sensor, os dados são interpretados em gráficos pela plataforma e transformados em insights, avisando os gestores que há algo errado ali, quando necessário.

 

O monitoramento online permite que o gestor tenha ampla visão da rotina de manutenção com mais segurança ao colaborador. 


COMENTE, DEBATA, DISCUTA OU DEIXE A SUA OPINIÃO RESPEITOSAMENTE

Os comentários não representam a linha editorial, tampouco a opinião dos articulistas e editores da Revista Manutenção, e estão sujeitos a moderação, pois são de responsabilidade exclusiva de seus autores.

Caso encontre algo ofensivo que viole a legislação vigente no Brasil ou os termos de uso, DENUNCIE.

DETALHES SOBRE O AUTOR
redacao Dicas para tornar a rotina no trabalho mais segura - Revista Manutenção
Redação
Nome: Redação
Website: http://www.revistamanutencao.com.br
E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Editores, redatores e revisores


   Redes sociais: 
Linkedin
 
Facebook
 
Google+
 
Youtube
 
Twitter
 
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.




APRESENTAÇÃO:

A Redação da Revista Manutenção é composta por profissionais que atuam com manutenção no setor secundário (indústria) e terciário (comércio e serviços) da economia, dispostos à difundir informações, artigos, opiniões, debates e eventos, para estudantes e profissionais que atuam direta ou indiretamente com manutenção, assim como na gestão de ativos, recursos e serviços.

MISSÃO, VISÃO E VALORES:

Explorar o potencial da internet para tornar-se referência como acervo científico e tecnológico, através da publicação de conhecimento, sob licença de uso que o permita ser difundido entre estudantes e profissionais que atuam direta ou indiretamente com manutenção, cujos interesses sejam convergentes e alinhados com a missão citada acima e com os valores pormenorizados no seguinte documento: Institucional.html


Literatura Técnica

<

Ainda não é registrado? Registre-se agora!

ÁREA DO ASSINANTE