Diário da manutenção
Ferramentas
Fonte
  • Menor Pequena Média Grande Maior
  • Padrão Helvetica Segoe Georgia Times
Anunciantes
Tractian Gestão de Ativos
SIL - Lubrificação Industrial - Produtos de Alta Performance
SQL Brasil
ENGETAG Consultoria
Revista Manutenção EDU
Midia Kit

Já ouvi por aí... 

“Hoje nós vamos fazer de tudo, para não fazer nada.”

Tive um chefe que costumava falar isso.

Nossa manutenção não tinha um bom planejamento, então íamos atendendo a demanda conforme as máquinas paravam, por isso, esse era o melhor planejamento que se conseguia fazer, dentro de nossa realidade.

E como fazíamos coisas para tentar não fazer nada, sempre “dávamos o sangue” para que tudo funcionasse o melhor possível e para evitar quebras, mas tínhamos poucos recursos.

Aprendi muito nessa empresa, principalmente a “improvisar”. Coloquei a palavra entre parênteses e explico: Improvisar não se refere a fazer gambiarras (desculpe o palavrão), improvisar era criar soluções para fazer o equipamento trabalhar bem, dentro da especificação e com qualidade, mesmo se tratando de equipamentos muito antigos, que já não tinham peças no mercado, tecnologicamente atrasados e sem muitos recursos de automação.

Trabalhos que nossos concorrentes faziam em máquinas cheias de recursos, nós fazíamos também, com dispositivos criados e montados em nossa oficina, com automação igualmente caseira, sem grandes investimentos.

Verdadeiramente “tirávamos água da pedra”, com opção de ser natural, gelada, saborizada, sem gás, com gás, bolhas grandes ou pequenas...

Por isso, não acredito na frase: “Não dá!”. Dá sim! Quase tudo dá. Como já escrevi antes, só depende de quanto estamos dispostos a investir e não estou falando apenas de dinheiro, os maiores investimentos que fazíamos eram em tempo, disposição, intelecto e energia.

Sempre com o objetivo de deixar tão bom, que não precisaríamos fazer mais nada.

No dia seguinte, continuávamos com o planejamento: Vamos fazer de tudo, para não fazer nada...

E você, o que faz para melhorar seu trabalho e tentar chegar ao ponto de "não há mais nada a fazer"?

Comenta aí!

Segue minha hashtag:

#manutencaoeassim


COMENTE, DEBATA, DISCUTA OU DEIXE A SUA OPINIÃO RESPEITOSAMENTE

Os comentários não representam a linha editorial, tampouco a opinião dos articulistas e editores da Revista Manutenção, e estão sujeitos a moderação, pois são de responsabilidade exclusiva de seus autores.

Caso encontre algo ofensivo que viole a legislação vigente no Brasil ou os termos de uso, DENUNCIE.

DETALHES SOBRE O AUTOR
marico-barcala Hoje nós vamos fazer de tudo, para não fazer nada - Revista Manutenção
Marcio Barcala
Nome: Marcio Barcala
Website: https://www.revistamanutencao.com.br
E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Coordenador de Manutenção


   Redes sociais: 
linkedin Hoje nós vamos fazer de tudo, para não fazer nada - Revista Manutenção
 
 
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.




APRESENTAÇÃO:

Possui mais de 25 anos de experiência dentro da área de Manutenção Industrial. Já atuou como mecânico, líder, supervisor e coordenador.

Escreve sobre as experiências obtidas em sua trajetória profissional na Manutenção, setor tão amado e tão odiado dentro das indústrias.

FORMAÇÃO ACADÊMICA E EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL:

Pós-graduado em Engenharia e Gerenciamento de Manutenção, pela UNIBF, Graduado em Tecnologia Mecânica em Processos de Produção, pela FATEC-SP, Técnico em Mecânica pela Escola Técnica Federal de São Paulo (atual IFSP). Atua em manutenção desde 1996, já atuou em fábricas de CD e DVD, Industria de embalagens plásticas flexíveis e embalagens plásticas sopradas.
Conhecimentos em usinagem, automação, desenho técnico, pneumática e hidráulica, projetos, montagens. Já atuou como Líder de equipe e gestor de pessoas na maior fabricante latino-americano de embalagens plásticas flexíveis.


Literatura Técnica

<

Ainda não é registrado? Registre-se agora!

ÁREA DO ASSINANTE