Farmacêutica anuncia investimento em Minas Gerais

Farmacêutica anuncia investimento em Minas Gerais

Novo Nordisk, empresa farmacêutica de origem dinamarquesa, anuncia um investimento expressivo na expansão de sua unidade em Montes Claros, considerada a maior fábrica de insulina da América Latina. O grupo, com planos de investir R$ 1 bilhão até 2026, receberá incentivos fiscais do município, incluindo isenção de tributos.

A divulgação do projeto de expansão foi feita pela prefeitura de Montes Claros, que destacou a aprovação dos termos solicitados pela Novo Nordisk durante reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social do Município. A empresa está em fase de estudos internos, sem definição de ações concretas, mas reitera seu compromisso em divulgar detalhes do projeto em caso de aprovações internas.

O presidente do Conselho e secretário de Desenvolvimento Econômico da prefeitura, Edilson Torquato, enfatizou a importância da Novo Nordisk para o município, ressaltando o papel da empresa no desenvolvimento de Montes Claros e do norte de Minas.

A prefeitura informou que foram aprovados incentivos fiscais, incluindo isenção de IPTU, ITBI e taxas municipais, além da isenção de ISSQN sobre serviços prestados e serviços tomados pelo período de 10 anos. A proposta agora segue para o processo de aprovação na câmara municipal.

Ao longo dos últimos cinco anos, a Novo Nordisk já investiu cerca de R$ 150 milhões em melhorias e inovações na fábrica de Montes Claros. A unidade mineira se destaca como a segunda maior fábrica da multinacional fora da Dinamarca e é a principal produtora de insulina na América Latina.

A empresa, que celebra seu centenário neste ano, possui fábricas em nove países e é responsável por 50% da produção mundial de insulina. A unidade em Montes Claros contribui significativamente, produzindo 12% da insulina consumida globalmente e exportando para 70 países.

Image

Editores, redatores e revisores

Redes sociais

A Redação da Revista Manutenção é composta por profissionais que atuam com manutenção no setor secundário (indústria) e terciário (comércio e serviços) da economia, dispostos à difundir informações, artigos, opiniões, debates e eventos, para estudantes e profissionais que atuam direta ou indiretamente com manutenção, assim como na gestão de ativos, recursos e serviços.

Explorar o potencial da internet para tornar-se referência como acervo científico e tecnológico, através da publicação de conhecimento, sob licença de uso que o permita ser difundido entre estudantes e profissionais que atuam direta ou indiretamente com manutenção, cujos interesses sejam convergentes e alinhados com a missão citada acima e com os valores pormenorizados no seguinte documento: Institucional

Fauzi Mendonça

Editores, redatores e revisores

A Redação da Revista Manutenção é composta por profissionais que atuam com manutenção no setor secundário (indústria) e terciário (comércio e serviços) da economia, dispostos à difundir informações, artigos, opiniões, debates e eventos, para estudantes e profissionais que atuam direta ou indiretamente com manutenção, assim como na gestão de ativos, recursos e serviços.

Explorar o potencial da internet para tornar-se referência como acervo científico e tecnológico, através da publicação de conhecimento, sob licença de uso que o permita ser difundido entre estudantes e profissionais que atuam direta ou indiretamente com manutenção, cujos interesses sejam convergentes e alinhados com a missão citada acima e com os valores pormenorizados no seguinte documento: Institucional

Redes sociais